CIDADES
INTERNACIONAL
terça-feira, 6 de dezembro de 2022
RIOVERDEMS | Por PORTAL RIOVERDE NOTICIAS

Cristina Kirchner é condenada a seis anos de prisão

 


A vice-presidente da Argentina, Cristina Kirchner , foi condenada a seis anos de prisão nesta terça-feira (6). A Justiça do país condenou a ex-chefe do Executivo do país por participar de um suposto esquema de fraude que ocorreu entre 2007 e 2015. 

Kirchner foi enquadrada nos crimes de associação criminosa e improbidade administrativa, ambos supostamente teriam sido cometidos entre 2007 e 2015, enquanto comandava o país. A pena máxima era de 12 anos de prisão. 

Apesar de ficar inelegível, Cristina não será presa porque, na Argentina, o vice-presidente também ocupa o cargo de senador. De acordo com a Constituição do país, senadores e deputados não podem ser presos desde o dia da sua eleição até a data da destituição.

A ex-presidente do país ainda pode recorrer m outras instâncias da Justiça, podendo chegar até mesmo ao Supremo Tribunal Federal. Conduto, se for condenada em última instância, ela será impedida para sempre de ocupar qualquer cargo público. 

A acusação diz que Cristina e vários ex-funcionários de seu governo faziam parte de uma organização ilícita que realizava contratos milionários para obras rodoviárias que, segundo a denúncia, estavam incompletas, superfaturadas e seriam também desnecessárias.

Esses contratos teriam sido comprados pelo empresário de Construção Lázaro Báez, que atualmente está em prisão domiciliar.No total, seriam 51 contratos para a construção de obras públicas na província de Santa Cruz, reduto político do marido de Kirchner, morto em 2010. O valor das transações é calculado em 46 bilhões de dólares.

A ex-presidente nega as acusações e afirma que não está perante “um tribunal da Constituição, mas diante de um pelotão de fuzilamento midiático-judicial” e que as acusações são uma “falsidade absoluta”, frutos de perseguição judicial por razões políticas.

A ex-presidente afirma que as acusações não têm base legal e argumenta que “as decisões sobre investimento público são de competência exclusiva dos órgãos políticos e não há norma legal que estabeleça limites sobre como deve ser feita a sua distribuição”.

Da mesma forma, afirma que nenhuma das obras investigadas foi improdutiva ou desnecessária. 

terça-feira, 6 de dezembro de 2022

Livro

PROMOÇÃO OK NET

M

OK NET RIO VERDE

http://oknetms.com.br/

SUPERMERCADO BOM PREÇO

https://picasion.com/

RESTAURANTE IZABEL

http://picasion.com/

RioverdeRV