CIDADES
INTERNACIONAL
quarta-feira, 18 de dezembro de 2019
RIOVERDEMS | Por PORTAL RIOVERDE NOTICIAS

Ministério da Saúde prevê envio de inseticida para MS ainda neste mês


O Ministério da Saúde informou que o problema da falta do inseticida para fumacê nos estados já está sendo resolvido e ainda neste mês de dezembro os produtos serão enviados aos estados que estão sem o reabastecimento há meses. Mato Grosso do Sul estava a pelo menos 5 meses sem o inseticida utilizado para o fumacê e o combate aos focos são realizados manualmente nas casas. 
Segundo a pasta, a previsão de envio é até o final de dezembro de 2019 e até o fim de janeiro de 2020 será entregue, adicionalmente, 100,8 mil litros do Malathion (composto do inseticida) no Ministério da Saúde para repasse aos estados. Foram também adquiridos 300 mil litros de um novo produto adulticida (Cielo) que vai substituir o Malathion. A previsão de entrega deste produto é até fevereiro de 2020.
Desde maio de 2019, o Brasil está desabastecido do inseticida Malathion devido à uma grande quantidade de produtos vencidos e com problemas de qualidade em razão de alterações químicas em sua formulação. Por conta deste problema, a Bayer, empresa produtora do adulticida, já recolheu 105 mil litros do produto vendido ao Ministério da Saúde por meio da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS).
Desse total, já foram entregues pelo laboratório Bayer ao armazém do Ministério da Saúde, 25 mil litros, aptos para uso. Essa primeira remessa aprovada começou a ser distribuída aos estados de Pernambuco, Paraíba, Alagoas, Sergipe, Rio Grande do Norte, Piauí e Rio de Janeiro. Segundo o Ministério, esses estados são prioritários para recebimento do produto por apresentarem maior risco de casos, de acordo com os boletins de dengue, zika e chikungunya.
As análises de qualidade dos lotes remanescentes, aproximadamente 80 mil litros, realizadas pelo Laboratório Ecolyzer, apresentaram desconformidades nos resultados. Estes lotes serão reavaliados, de acordo com metodologia da Organização Mundial de Saúde (OMS) e, assim que aprovados, serão enviados aos estados para reabastecimento da rede. 
Ainda segundo a pasta, como resultado das articulações com a OPAS e a empresa Bayer, o Ministério da Saúde também garantiu o recolhimento e incineração de 430 mil litros do Malathion vencidos. Já foram recolhidos 395.000 litros do produto vencido, deste total, 290 mil litros já foram incinerados pela Bayer. O restante se encontra disponível para incineração por parte da empresa na sede da Central Nacional de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos do Ministério da Saúde (Cenadi), em  São Bernardo do Campo (SP). Ainda está pendente a retirada do produto vencido em sete estados (Amazonas, Maranhão, Pará, Santa Catarina, Roraima, Rio Grande do Sul e Tocantins) que serão recolhidos até março de 2020.
quarta-feira, 18 de dezembro de 2019

BARRACA DO PINHEIRO

http://picasion.com/

ROTINA SAUDÁVEL

http://picasion.com/

RioverdeRV

twitter @rioverderv

VIDEOS RIOVERDEMS