CIDADES
INTERNACIONAL
sexta-feira, 30 de dezembro de 2022
RIOVERDEMS | Por PORTAL RIOVERDE NOTICIAS

Países que já têm missões para conquistar a Lua

 

O homem na Lua

1 de 23 Fotos na Galeria: Há mais de 50 anos, em julho de 1969, o primeiro homem pisava a Lua. A missão Apollo 11, lançada pelos Estados Unidos, foi um grande marco para a exploração humana no espaço. Na época, o contexto era de Guerra Fria e a corrida espacial foi disputada entre a antiga União Soviética e EUA. Agora, em 2022, o cenário é diferente. Foto: NASA

Há mais de 50 anos, em julho de 1969, o primeiro homem pisava a Lua. A missão Apollo 11, lançada pelos Estados Unidos, foi um grande marco para a exploração humana no espaço. Na época, o contexto era de Guerra Fria e a corrida espacial foi disputada entre a antiga União Soviética e EUA. Agora, em 2022, o cenário é diferente.

Foto: NASA

O novo contexto

2 de 23 Fotos na Galeria: Os próximos anos prometem ser um novo divisor de águas para a história da conquista do espaço. Veja quais são os sete países com projetos e planos de enviar suas naves à Lua! Foto: NASA/Frank Michaux

Os próximos anos prometem ser um novo divisor de águas para a história da conquista do espaço. Veja quais são os sete países com projetos e planos de enviar suas naves à Lua!

Foto: NASA/Frank Michaux

1. Estados Unidos

3 de 23 Fotos na Galeria: O projeto da Nasa é bastante ambicioso. Dividido em várias fases, Artemis tem como objetivo final não só voltar à Lua, mas também estabelecer lá uma base permanente e sustentável, tanto na superfície como em sua órbita. Foto: NASA/Laura Sasaninejad

O projeto da Nasa é bastante ambicioso. Dividido em várias fases, Artemis tem como objetivo final não só voltar à Lua, mas também estabelecer lá uma base permanente e sustentável, tanto na superfície como em sua órbita.

Foto: NASA/Laura Sasaninejad

Artemis I

4 de 23 Fotos na Galeria: O primeiro lançamento foi feito em 16 de novembro de 2022, a chamada Missão Artemis I. Nela, a espaçonave Orion, não tripulada, foi propelida da Terra pelo foguete SLS para atingir a órbita da Lua e passar seis dias. Foto: NASA/Joel Kowsky

O primeiro lançamento foi feito em 16 de novembro de 2022, a chamada Missão Artemis I. Nela, a espaçonave Orion, não tripulada, foi propelida da Terra pelo foguete SLS para atingir a órbita da Lua e passar seis dias.

Foto: NASA/Joel Kowsky

Europa

5 de 23 Fotos na Galeria: A ESA (Agência Espacial Europeia) desempenha um papel muito relevante no programa Artemis, pois foi responsável pela construção da cápsula Orion, a nave interplanetária que sobrevoará a Lua. Foto: ESA

A ESA (Agência Espacial Europeia) desempenha um papel muito relevante no programa Artemis, pois foi responsável pela construção da cápsula Orion, a nave interplanetária que sobrevoará a Lua.

Foto: ESA

Missão tripulada

6 de 23 Fotos na Galeria: A missão do Artemis II, prevista para 2024, depende do sucesso do Artemis I. Na segunda missão, a nave contará com quatro astronautas e fará um sobrevoo, no mesmo trajeto da etapa I, feita pela Orion. Uma terceira missão está prevista para 2025, quando se espera que o ser humano volte a pisar a superfície lunar.

A missão do Artemis II, prevista para 2024, depende do sucesso do Artemis I. Na segunda missão, a nave contará com quatro astronautas e fará um sobrevoo, no mesmo trajeto da etapa I, feita pela Orion. Uma terceira missão está prevista para 2025, quando se espera que o ser humano volte a pisar a superfície lunar.

2. Japão

7 de 23 Fotos na Galeria:  A Jaxa, agência espacial japonesa, lançou um módulo ao espaço em novembro de 2022, mas, logo depois do lançamento, houve problemas de comunicação e não se sabe exatamente sua localização.

A Jaxa, agência espacial japonesa, lançou um módulo ao espaço em novembro de 2022, mas, logo depois do lançamento, houve problemas de comunicação e não se sabe exatamente sua localização.

Crateras lunares

8 de 23 Fotos na Galeria:  O objetivo dos japoneses é reconhecer crateras lunares, com o uso de tecnologias de reconhecimento facial. O detalhe é que o pouso, se bem-sucedido, será feito com uma precisão nunca antes alcançada. O nome da missão é Slim (sigla em inglês para “Módulo de Pouso Inteligente para Investigar a Lua”).

O objetivo dos japoneses é reconhecer crateras lunares, com o uso de tecnologias de reconhecimento facial. O detalhe é que o pouso, se bem-sucedido, será feito com uma precisão nunca antes alcançada. O nome da missão é Slim (sigla em inglês para “Módulo de Pouso Inteligente para Investigar a Lua”).

Rashid (Japão e Emirados Árabes)

9 de 23 Fotos na Galeria: Conforme citado pela BBC Portugal, "o outro robô que a empresa japonesa vai implantar é dos Emirados Árabes Unidos, chamado Rashid. É um veículo de quatro rodas encarregado de testar o solo da Lua".

Conforme citado pela BBC Portugal, "o outro robô que a empresa japonesa vai implantar é dos Emirados Árabes Unidos, chamado Rashid. É um veículo de quatro rodas encarregado de testar o solo da Lua".

3. Rússia

10 de 23 Fotos na Galeria: Apesar de haver anunciado que vai deixar a Estação Espacial Internacional (ISS) no ano de 2024, a Rússia, certamente, manterá seus projetos espaciais a todo vapor.

Apesar de haver anunciado que vai deixar a Estação Espacial Internacional (ISS) no ano de 2024, a Rússia, certamente, manterá seus projetos espaciais a todo vapor.

Missão Luna-25

11 de 23 Fotos na Galeria: Seu projeto mais atual foi adiado e ganhou nova data para sair do papel. O portal dos profissionais de aeronáutica e do espaço, Actualidad Aeroespacial, diz: "A Rússia adia definitivamente a missão Luna-25, a nave espacial projetada para investigar o polo sul da lua, para o próximo ano (2023), confirmou o diretor geral da Roscosmos, Yuri Borisov (foto)".

Seu projeto mais atual foi adiado e ganhou nova data para sair do papel. O portal dos profissionais de aeronáutica e do espaço, Actualidad Aeroespacial, diz: "A Rússia adia definitivamente a missão Luna-25, a nave espacial projetada para investigar o polo sul da lua, para o próximo ano (2023), confirmou o diretor geral da Roscosmos, Yuri Borisov (foto)".

À procura de água

12 de 23 Fotos na Galeria: Um dos principais objetivos, tanto da Rússia como dos outros países, é investigar o solo lunar, especialmente nos pontos com indícios de conter água congelada.

Um dos principais objetivos, tanto da Rússia como dos outros países, é investigar o solo lunar, especialmente nos pontos com indícios de conter água congelada.

Estação espacial russa

13 de 23 Fotos na Galeria: Para 2025, o plano é lançar uma missão tripulada, na espaçonave Orel. Ao mesmo tempo, a Rússia tem pressa para montar os módulos de sua própria estação espacial, a Ross (Russian Orbital Service Station). Segundo a GZH, Revista de Ciência e Tecnologia, "A novidade foi apresentada na Army-22, exposição militar industrial ocorrida em Moscou, em agosto de 2022".

Para 2025, o plano é lançar uma missão tripulada, na espaçonave Orel. Ao mesmo tempo, a Rússia tem pressa para montar os módulos de sua própria estação espacial, a Ross (Russian Orbital Service Station). Segundo a GZH, Revista de Ciência e Tecnologia, "A novidade foi apresentada na Army-22, exposição militar industrial ocorrida em Moscou, em agosto de 2022".

4. China

14 de 23 Fotos na Galeria: Atualmente, a China é o maior adversário dos EUA na novo cenário da corrida espacial. Segundo O Globo, citando a a Corporação de Ciência e Tecnologia Aeroespacial chinesa (CCTA), o gigante asiático "pretende enviar um foguete tripulado para a Lua até 2030". Em junho de 2022, o órgão anunciou que os primeiros testes de um novo motor da nova geração de foguetes tripulados foram concluídos com sucesso. O próximo passo é iniciar a produção das primeiras amostras de protótipos.

Atualmente, a China é o maior adversário dos EUA na novo cenário da corrida espacial. Segundo O Globo, citando a a Corporação de Ciência e Tecnologia Aeroespacial chinesa (CCTA), o gigante asiático "pretende enviar um foguete tripulado para a Lua até 2030". Em junho de 2022, o órgão anunciou que os primeiros testes de um novo motor da nova geração de foguetes tripulados foram concluídos com sucesso. O próximo passo é iniciar a produção das primeiras amostras de protótipos.

China promissora

15 de 23 Fotos na Galeria: A China foi a primeira a pousar um dispositivo no lado oculto da Lua, em 2019. Além disso, vem demonstrando solidez no que se refere à tecnologia espacial. Em 2021, o país enviou um pequeno robô a Marte.

A China foi a primeira a pousar um dispositivo no lado oculto da Lua, em 2019. Além disso, vem demonstrando solidez no que se refere à tecnologia espacial. Em 2021, o país enviou um pequeno robô a Marte.

sexta-feira, 30 de dezembro de 2022

Livro

PROMOÇÃO OK NET

M

OK NET RIO VERDE

http://oknetms.com.br/

SUPERMERCADO BOM PREÇO

https://picasion.com/

RESTAURANTE IZABEL

http://picasion.com/

RioverdeRV