CIDADES
INTERNACIONAL
quinta-feira, 17 de novembro de 2022
RIOVERDEMS | Por PORTAL RIOVERDE NOTICIAS

Negócios no Pantanal ganham reforço para geração de renda com a tradição como ativo

 


Transformar a cultura e as tradições pantaneiras em produtos para gerarem renda nos setores do turismo, da indústria sustentável e da economia criativa foi o tema que se destacou durante a realização da Comitiva Empreendedora realizada em Rio Verde de MT, na quarta-feira (16), ao longo de todo o dia. O evento, que acontece dentro da programação do Festival da Cultura Pantaneira (6 a 20 de novembro), reuniu empresários, estudantes, sociedade organizada e setor público em palestras, oficina e debates para construção desse fortalecimento do ativo que o Pantanal representa para a economia sul-mato-grossense.

A programação da Comitiva Empreendedora foi organizada pelo Sebrae/MS. A realização do Festival da Cultura Pantaneira é da Prefeitura de Rio Verde de MT, que tem o apoio do Sebrae/MS, por meio do Pró Pantanal, além do Sistema Fiems, Sistema Fecomércio, Sistema Famasul e da Fundação da Cultura de Mato Grosso do Sul. Veja fotos de como foi a Comitiva Empreendedora na editoria Multimídia da Agência Sebrae de Notícias, clique aqui.

O prefeito Réus Fornari enfatizou que as particularidades do território são riquezas para gerarem renda no município. “A cultura pantaneira nos orgulha e o mundo quer conhecer o nosso Pantanal. Ela tem uma gastronomia própria, uma vestimenta, um jeito de viver próprio. As pessoas gostam de conhecer isso. A Prefeitura tem trabalhado junto com o Sebrae para promover essa oportunidade. Esse Festival é um divisor de águas. Rio Verde está bem localizada, temos mais de 50 locais maravilhosos, com água cristalina, onde as pessoas podem aproveitar. Temos uma condição de ser uma cidade com grande fluxo de turistas.”

Presente na cerimônia de lançamento do evento, o vice-presidente regional do Sistema Fiems e conselheiro do Sebrae/MS, Luiz Claudio Fornari, destacou o trabalho conjunto que está em execução para permitir que os negócios pantaneiros possam ser beneficiados. “Tem um ditado pantaneiro que fala para se aproveitar sempre quando aparece um cavalo encilhado. Estamos gerando várias oportunidades, construindo vários valores para ‘encilhar esse cavalo’ para fazer essa região aproveitar essa preciosidade que é o Pantanal de forma econômica. É o início de uma nova era para toda essa região, que está sendo construída a várias mãos. Uma indústria sem chaminé.”

comitiva empreendedora
Presidente da Associação Comercial e Empresarial de Rio Verde, Douglas Rodrigues; presidente da Câmara de Rio Verde, Cleisymaira de Souza; presidente da FundturMS, Bruno Wendling; diretora técnica do Sebrae/MS, Maristela França; vice-presidente regional da Fiems e conselheiro do Sebrae/MS, Luiz Claudio Fornari; prefeito de Rio Verde, Réus Fornari; e gerente regional Norte do Sebrae/MS, Luzicarla Softov. Foto: Messias Ferreira – Sebrae/MS

Empresário no setor de turismo, com a Fazenda Igrejinha Ecoturismo e Aventura, e presidente da Agência de Desenvolvimento Econômico Cerrado Pantanal (Acepan), Beto Roque explicou que diferentes capacitações, consultorias e reuniões vêm gerando mais conhecimento para a iniciativa privada apropriar-se da cultura e gerar renda e desenvolvimento. Hoje, a Acepan tem 50 associados, entre setor hoteleiro, comércios, indústria, artesanato, e há espaço para crescer, conforme ele.

“O turismo é uma cadeia muito ampla, tem o artesanato, hotelaria, comércio. Esse momento que estamos vivendo com o Festival da Cultura Pantaneira é único e estamos transformando nossa posição para aproveitar esse ativo do turismo. Além disso, sabemos que o turismo e a cultura andam juntos, porque a experiência que o turista procura vem com a cultura. As tradições, as manifestações, tudo isso pode ser um produto”, comentou Beto Roque.

comitiva empreendedora
Palestra sobre potenciais e turismo em cooperação entre municípios durante a Comitiva Empreendedora. Foto: Messias Ferreira – Sebrae/MS

Dois empreendimentos que participaram de rodada de negócios, estiveram presentes na Comitiva Empreendedora e utilizam das tradições para agregar valor aos produtos foram o Chapéus Karandá e Inspiraê. “O chapéu do nosso vaqueiro, por exemplo, hoje é um hit de moda, é icônico. Aqui a região tem o Chapéu Karandá, que está hoje em 20 estados brasileiros. Tem a faixa pantaneira, que foi redesenhada e se transformou em vários produtos pelo Inspiraê. Tudo isso é identidade que temos daqui”, acrescentou o presidente da Acepan.

Turismólogo na Prefeitura de Coxim, Ariel Albrecht enfatizou que os municípios devem consolidar a identidade pantaneira para atrair negócios e oportunidades. Ele acrescentou que ações promovidas pelo Sebrae auxiliam o poder público e a iniciativa privada a se prepararem para os desafios. “Quando a gente fortalece a identidade pantaneira do povo da nossa região, isso nos diferencia. Coxim está com o Sebrae no Pró Pantanal, no Cidade Empreendedora para consolidar essa identidade e está muito ativo com ações no meio ambiente, cultura e turismo. A gente procura diferenciar-se com o valor da atratividade turística dentro dessa grande âncora que é o Pantanal.”

Mesmo as cidades que não estão dentro do território, porém localizadas próximas, podem ser beneficiadas por meio de um trabalho de cooperação. “O que mais fomenta e dá força no turismo regional é essa parceria, que agora vem acontecendo com mais facilidade. Talvez uma cidade só não consegue mobilizar muitos turistas, mas um circuito engajado pode criar roteiros de 10, 15, até um mês. A parceria com o Sebrae contribui muito, por meio de informações, auxílio e instrução técnica que os analistas nos repassam”, contextualizou o secretário de Turismo de Costa Rica, Artur Delgado Baird, presente na Comitiva Empreendedora.

comissão empreendedora
Diretora técnica do Sebrae/MS, Maristela França, durante abertura da Comitiva Empreendedora. Foto: Messias Ferreira – Sebrae/MS

A diretora técnica do Sebrae/MS, Maristela França, comentou que para atender a complexidade dessa construção de negócios é preciso um trabalho amplo. “O Festival tem sido construído desde fevereiro, com várias reuniões e metodologias, com o Executivo e Legislativo municipal, com a sociedade civil organizada, instituições que representam o setor produtivo. Isso culminou em um evento que coloca em evidência a cultura pantaneira e todos os setores da economia que giram em torno.”

Protagonismo feminino

As mulheres tiveram uma participação especial na Comitiva Empreendedora e durante a manhã houve atividade que apresentou vivências e procurou promover inspiração para empreendedoras. O talk show realizado contou com a participação das empresárias Zanir Furtado (Rio Negro), Rita Jurgielewicz (Aquidauana) e Selma Brito Beteto e Ana Mirim Martos Brito (Rio Verde).

“O objetivo do talk show, que faz parte da nossa história do empreendedorismo feminino no nosso Estado há 10 anos, é colocar o protagonismo de mulheres empresárias para contarem suas histórias e seu dia a dia. O Sebrae está aqui para apoiar as mulheres que querem ter seu próprio negócio”, detalhou Maristela França.

comitiva empreendedora
Talk show sobre empreendedorismo feminino no Encontro de Mulheres Pantaneiras, durante a Comitiva Empreendedora. Foto: Messias Ferreira – Sebrae/MS

“Uma palestra como essa vem a calhar. Mostrar a vivência das mulheres. Mostrar que elas estão firmes, fortes e se desenvolveram ao longo dos anos. Serve de exemplo para gente seguir”, opinou a professora aposentada Joana Martos, que assistiu à palestra.

A Comitiva Empreendedora foi encerrada com a palestra Empreendedorismo que Transforma Pessoas e Comunidades, com Luciana Balbino, eleita em 2021 como uma das “100 Mulheres Poderosas do Agro”. Ela é proprietária do Restaurante Rural Vó Maria, em Areia (PB), que gera impacto em cerca de 200 famílias da região.

Sobre o Pró Pantanal

O Pró Pantanal – Programa de Apoio à Recuperação Econômica do Bioma Pantanal tem atuação nos eixos do turismo, da economia criativa e do agronegócio existentes no Pantanal. O programa ainda tem apoio da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Federação das Associações Empresariais de Mato Grosso do Sul (FAEMS), Instituto do Meio Ambiente de MS (Imasul) e Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro).

Para obter mais informações sobre o programa Pró Pantanal e suas ações, fale com o Sebrae, pelo número 0800 570 0800. Visite o site oficial do programa clicando aqui.

quinta-feira, 17 de novembro de 2022

OK NET RIO VERDE

http://oknetms.com.br/

SUPERMERCADO BOM PREÇO

https://picasion.com/

RESTAURANTE IZABEL

http://picasion.com/

RioverdeRV