CIDADES
INTERNACIONAL
quarta-feira, 23 de novembro de 2022
RIOVERDEMS | Por PORTAL RIOVERDE NOTICIAS

MPE recebe denúncia de compra de votos em eleição da Câmara de Sidrolândia; vereador nega

 


O Ministério Público Estadual do MS apura uma denúncia de compra de votos de vereadores em Sidrolândia para a eleição da presidência da Câmara Municipal. Os envolvidos seriam um grupo de oito parlamentares que se juntaram para, inclusive, antecipar a eleição. 

A denúncia, feita de maneira anônima ao MPE, consta de foto dos parlamentares que fazem oposição à atual presidente da Casa, vereadora Juscinei Claro Dino, do Progressistas, reunidos em um restaurante da cidade. Ainda de acordo com a denúncia, seria nesse local que eles estariam negociando o recebimento de valores, por parte de um gestor do hospital da cidade. A informação aponta até o vereador que teria sido o primeiro a ganhar valores para votar no candidato apontado pelo gestor. 

A denúncia mostra, ainda, que outro membro da Casa teria usado o dinheiro recebido para comprar lotes em um assentamento da região. Este parlamentar já teria um lote em um assentamento e teria adquirido outros. 

Grave 

Outra parte grave da queixa seria a que os parlamentares ''comprados'' iriam afastar a prefeita de Sidrolândia, Vanda Camilo (PP), abrindo espaço para a vice dela, que é mãe de uma vereadora participante do encontro no restaurante. 

Guerra

Os vereadores acusados fazem parte de um grupo chamado ''G-8'', que é oposição à atual gestão. O agrupamento político pretende lançar um nome e disputar o comando da Mesa-Diretora, em eleição marcada para o dia 13 de dezembro. Eles tentariam, de acordo com parlamentares que não quiseram se identificar, votar um requerimento relâmpago na sessão de ontem (22) para que a eleição fosse realizada ainda nesta semana. Segundo as fontes, a pressa em realizar a eleição é para que o grupo continue nos compromissos citados pela denúncia.

A atual presidente ainda não confirmou se disputa a reeleição. Na sessão desta terça-feira (22), houve tumulto no plenário e os trabalhos foram interrompidos rapidamente.

Resposta

Enelvo Felini Junior, vereador e filho do ex-deputado estadual Enelvo Felini, é um dos vereadores do G-8 e negou qualquer recebimento de valores por parte dos colegas. Ele classificou a denúncia como ''desespero total'' da oposição e que a verdade reside no fato da oposição tentar comprar votos de seu grupo, oferecendo valores altíssimos, porém sem apresentar mais evidências: 

''Estão tentando fazer  uma 'invertida de jogo''', diz Júnior sobre a queixa levada ao MPE. Ele citou que um dos colegas vereadores recebeu até ameaça de morte e que eles vão levar isso à polícia e às redes sociais. 

quarta-feira, 23 de novembro de 2022

OK NET RIO VERDE

http://oknetms.com.br/

SUPERMERCADO BOM PREÇO

https://picasion.com/

RESTAURANTE IZABEL

http://picasion.com/

RioverdeRV