CIDADES
INTERNACIONAL
domingo, 11 de setembro de 2022
RIOVERDEMS | Por PORTAL RIOVERDE NOTICIAS

Assassino que matou após briga política em MT filmou e tentou decapitar vítima, diz polícia

 


O rapaz de 22 anos que seria apoiador do presidente Jair Bolsonaro (PL), que teria matado um colega de trabalho de 44 anos, que seria apoiador de Lula após uma discussão, queria decapitar o corpo do homem e ainda fez fotos e vídeos após o assassinato. O crime teria acontecido durante a madrugada desta quinta-feira (8) em uma fábrica de cerâmica em Confresa, no Mato Grosso.

De acordo com a Folha de São Paulo, o rapaz teria confessado o crime e está preso preventivamente após a audiência de custódia. Ele matou o colega após uma discussão política a facadas na cidade que tem cerca de 32 mil habitantes.

Ambos teriam brigado por serem eleitores de candidatos diferentes. Segundo a decisão do magistrado Carlos Eduardo Bezerra, que manteve a prisão do rapaz, há provas e materialidade do crime.

 

O juiz ressaltou que a intolerância pode regredir a sociedade aos tempos de barbárie. "Lado outro, verifica-se que a liberdade de manifestação do pensamento, seja ela político-partidária, religiosa ou outra, é uma garantia fundamental irrenunciável".

Já o delegado Igor Rafael Ferreira de Oliveira, da Delegacia Civil de Confresa, confirmou ao Estadão por telefone que o crime teve “motivação por um debate político”.

O defensor do presidente Jair Bolsonaro, Rafael Silva de Oliveira, 22 anos, matou a vítima, Benedito Cardoso dos Santos, de 44 anos, com golpes de faca e tentou decapitá-lo com um machado em seguida.

 

“A motivação do crime foi um debate político que envolvia os dois candidatos (Bolsonaro e Lula)”, disse. “Não posso afirmar se foi intolerância política, porque o que disponho até agora foi baseado na narrativa do criminoso. Só as investigações podem confirmar”.

O suspeito foi preso em flagrante e teve a prisão convertida em preventiva. Ele responderá por homicídio duplamente qualificado, por motivo torpe e cruel.

Briga gerou tentativa de decapitar colega

Benedito Cardoso dos Santos, de 44 anos, deu um soco no queixo de Rafael Silva de Oliveira, de 22 anos, devido a opiniões políticas. Eles discutiam havia horas sobre esse assunto. Em resposta, Oliveira puxou uma faca e atingiu Benedito nos olhos, na testa e no pescoço. Em seguida, tentou decapitar a vítima com um machado.

 

Oliveira foi preso após procurar atendimento médico nos arredores do local do crime. Ele estava com um corte na mão. A equipe do hospital acionou a polícia. O suspeito confessou ter matado Benedito por motivação política.

Divergência política causou morte no Paraná

Em 10 de julho deste ano, um guarda municipal de Foz do Iguaçu foi assassinado em sua festa de aniversário por um apoiador do presidente Bolsonaro. Marcelo Arruda era tesoureiro do PT na cidade, e teve sua festa interrompida duas vezes por Jorge José da Rocha Guaranho. A decoração da celebração era inspirada em Lula e no PT.

Na semana passada, um policial militar de folga atirou na perna de um fiel durante um culto da Congregação Cristã no Brasil em Goiânia, também por motivação política.

domingo, 11 de setembro de 2022

OK NET RIO VERDE

http://oknetms.com.br/

SUPERMERCADO BOM PREÇO

https://picasion.com/

RESTAURANTE IZABEL

http://picasion.com/

RioverdeRV