CIDADES
INTERNACIONAL
sexta-feira, 22 de abril de 2022
RIOVERDEMS | Por PORTAL RIOVERDE NOTICIAS

Vou pedir aposentadoria no INSS. O que fazer para não errar?

 


Além da espera longa na fila do INSS, o segurado pode enfrentar outras dificuldades na hora de pedir a sua aposentadoria.

Por isso, hoje resolvi aqui nesse texto alertá-los e indicar a melhor forma de não ter nenhum outro tipo de “impedimento” ou “atraso”, uma vez que atualmente o número de brasileiros a espera desses benefícios passa do milhão.

Já falei em outros artigos que o prazo administrativo para análise desses pedidos, atualmente, é de 60 dias, porém, o INSS comumente usa, 90 dias, sendo, que cada vez que há um impedimento, seja ele por requerimento de inclusão de documentos, esse processo recomeça.

É importante ressaltar também que esses erros atrasam a concessão, como podem prejudicar no valor da melhor aposentadoria.

Então, aqui seguem alguns meios de colaborar para que sua aposentadoria não seja negada, já que aguardar será necessário.

É IMPORTANTE CONHECER AS REGRAS DE APOSENTADORIA

Com a Reforma da Previdência muita coisa mudou! É preciso estar atento às regras, e caso não saiba, a ajuda de um profissional e claro, o planejamento previdenciário pelas mãos dele ajudará nesse processo.

Veja o que mudou na Reforma de 13/11/2019:

- A idade mínima das mulheres mudou. A cada ano aumenta. Esse ano por exemplo é de 61 anos e 6 meses. Ano que vem passa a ser 62 anos. Para os homens permanece 65, e ambos com 15 anos de contribuição.

- A Idade mínima progressiva para mulheres se aposentarem muda a partir de 2031 para 62 anos a, 65 anos a partir de 2027 para os homens, crescendo seis meses a cada ano. A contribuição é de de 35 anos para homens e 30 anos para mulheres, nesse caso.

- A Regra dos Pontos, senão a mais “complicadinha” de se fazer os cálculos, faz com que cada ano equivalha a um ponto. Esse ano (2022), as mulheres precisam ter 89 pontos e os homens 99 pontos. Ano que vem, aumenta.

- Na regra do pedágio de 50%, para quem falta dois anos para alcançar o tempo de 30 anos de contribuição, no caso das mulheres e 35 no caso dos homens, pode optar por pagar um pedágio, nesse caso de 50% do tempo que falta para se aposentar.

- Na regra do pedágio de 100%, a idade mínima para as mulheres é de 57 anos e homens de 60 anos, para escolherem por pagar um pedágio de 100% do tempo que falta para se aposentar com o valor integral.

Conhecida algumas regras, ainda existem alguns pontos que podem ajudar na MELHOR APOSENTADORIA.

PLANEJAMENTO

Planejar aposentadoria é planejamento de vida futura e financeira. É pensar como quer viver a melhor idade e programar para que isso aconteça da melhor forma possíveis.

Como as regras são complexas, são necessárias análises, cálculos, enfim, uma variedade de situações. Por isso, vou aqui elencar o que você precisa saber para que sua aposentadoria aconteça de forma leve e programada.

- Não tente fazer tudo sozinho. O auxílio de um especialista vai ajudá-lo a percorrer o melhor caminho.

- Envie a documentação completa. Comprovar que atende as regras da aposentadoria não é tarefa difícil, só precisa de atenção para que não tenha o pedido negado. Não se esqueça, por exemplo do PPP, que é o Perfil Profissiográfico Previdenciário (PPP). Esse documento traz o exercício das atividades nocivas e pode ser um grande aliado.

- Atualize seus dados, pois informações simples como endereço, são importantes para o cruzamento das informações com os dados cadastrados no CNIS- Cadastro Nacional de Informações Sociais atualizado, possam ser localizados de forma fácil.

- E como já disse, mas não custa ressaltar: faça tudo sempre com orientação de um especialista. É possível que o segurado se esqueça de qualquer um dos itens citados acima, então, não dá para correr esse risco.

O que não fazer na hora da aposentadoria é essencial. Estar com o auxílio de um profissional é mais importante ainda.

Para saber mais sobre aposentadorias basta acessar o nosso blog.

Espero ter ajudado. Abraço afetuoso.

Advogada previdenciarista. Professora de pós-graduação e cursos de extensão. Palestrante. Coordenadora titular e Diretora Científica Adjunta do Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário – IBDP pelo Estado de Mato Grosso do Sul e da região do Centro- Oeste. Proprietária do escritório Penteado Santana Advocacia. @penteadosantana.adv

sexta-feira, 22 de abril de 2022

TENDA ENERGIA SOLAR

https://picasion.com/

SUPERMERCADO BOM PREÇO

https://picasion.com/

RESTAURANTE IZABEL

http://picasion.com/

BARRACA DO PINHEIRO

http://picasion.com/

RioverdeRV