CIDADES
INTERNACIONAL
sexta-feira, 4 de março de 2022
RIOVERDEMS | Por PORTAL RIOVERDE NOTICIAS

Ano letivo de 2022 inicia para cerca de 190 mil estudantes da Rede Estadual de Ensino

 


Cerca de 190 mil estudantes matriculados na Rede Estadual de Ensino (REE) retornaram, nesta quinta-feira (03), para as atividades presenciais nas 348 unidades escolares nos 79 municípios de Mato Grosso do Sul.

O início das aulas presenciais de 2022 acontece após a Jornada Pedagógica, realizada de 17 a 25 de fevereiro, nas unidades escolares da REE, seguindo o Protocolo de Volta às Aulas de Mato Grosso do Sul.Conforme o calendário escolar de 2022, da Secretaria de Estado de Educação (SED), serão 205 dias para o ano escolar, com 13 sábados letivos, distribuídos em 200 dias letivos, 4 dias para a realização de Exames Finais, 1 dia para a realização de Conselho de Classe Final. O recesso acontecerá entre os dias 11 e 25 julho. O término do ano escolar está previsto para o dia 22 de dezembro de 2022.

Retorno seguro

Secretária de Estado de Educação Cecília Motta, falou da importância do retorno das aulas presenciais, onde todos os cuidados foram tomados para receber os estudantes, com período de orientações e formações dos profissionais da Educação da REE (Jornada Pedagógica), com foco em questões como o Novo Ensino Médio, Recomposição da Aprendizagem e Protocolo de Biossegurança.

“Esse ano temos uma grande novidade: o ensino fundamental, além da camiseta, vai receber a bermuda. Tudo isso é para que o aluno possa ir para a escola, ter uma aprendizagem eficiente e uma educação de qualidade”, afirma a secretária Cecilia.

Com investimento total de R$ 17,6 milhões do Governo de MS, R$ 8.687 milhões foram para a aquisição de 196.358 unidades dos kits escolares, divididos em dois tipos, para os estudantes dos ensinos fundamental e médio. Já R$ 9.006 milhões são para a aquisição de 306.219 de camisetas e 149.747 bermudas, além dos uniformes que serão destinados para 1.5 mil alunos matriculados nas escolas cívico-militares da REE.Entre os estudantes que retornam nas atividades presenciais em 2022 está Ana Luiza de Oliveira Bento, 16 anos, que cursa o 3º ano do Ensino Médio. Ela foi escolhida para ser a acolhedora dos novos estudantes da Escola Estadual Emygdio Campos Widal, localizada no bairro Villas Boas em Campo Grande, que oferta ensino em tempo integral, através do Programa “Escola da Autoria”.

“Estou contente com o retorno; enquanto estávamos longe, no ensino remoto era diferente, mais dificultoso. Hoje estar com amigos, professores, nós nem conhecíamos eles direito, hoje temos oportunidade de trocar experiências e aprender muito mais no nosso projeto de vida, e com o Novo Ensino Médio está sendo muito importante com novas matérias que estão sendo ótimas para nossa formação e o ensino em tempo integral exige dedicação e mostra que estamos no caminho certo”, enfatiza estudante acolhedora Ana Luiza.Novo Ensino Médio

Entre as novidades para este ano, está a implementação do Novo Ensino Médio nas escolas que trabalham com a oferta desta etapa da educação básica. A mudança vai promover uma nova estruturação do currículo, com uma composição comum a todos os estudantes, intitulada Formação Geral Básica (FGB) e uma composição flexível, chamados de Itinerários Formativos (IF), cuja proposta é garantir a autonomia do estudante na escolha entre diferentes roteiros para sua formação.

Em Mato Grosso do Sul, a novidade será aplicada nas três séries do Ensino Médio já a partir deste ano, após 1 ano de aplicação em formato de projeto-piloto, em 122 escolas de Ensino Médio da Rede Estadual de Ensino em 2021.

Escola da Autoria

O avanço do Ensino em Tempo Integral tornou uma das prioridades do Governo de Mato Grosso do Sul nos últimos anos. Com a formatação da proposta e planejamento realizado pela SED, o trabalho ganhou força e o resultado foi um aumento constante no número escolas da Rede que trabalham a oferta dessa modalidade, por meio do Programa Escola da Autoria, criado em 2015, e que chega ao total de 132 escolas em 2022.

Colocado em prática em 2016, no ano seguinte o Programa já contava com 11 escolas e se fazia presente nos municípios de Campo Grande, Dourados, Corumbá e Naviraí. A redução nos índices de abandono, aumento na taxa de aprovação e crescimento do Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica), observado nas escolas que colocaram a proposta em prática, chamaram a atenção e logo se tornaram marcas da iniciativa.

Adersino Junior, SED

sexta-feira, 4 de março de 2022

OK NET RIO VERDE

http://oknetms.com.br/

SUPERMERCADO BOM PREÇO

https://picasion.com/

RESTAURANTE IZABEL

http://picasion.com/

RioverdeRV