CIDADES
INTERNACIONAL
quarta-feira, 1 de setembro de 2021
RIOVERDEMS | Por PORTAL RIOVERDE NOTICIAS

Madri planeja plantar quase meio milhão de árvores na cidade

 


As florestas urbanas podem ser uma boa solução local para problemas globais. Elas fornecem inúmeros benefícios que afetam esferas vitais, incluindo biodiversidade, clima, turismo, prevenção de crimes, saúde e bem-estar, além de auxiliarem no combate às mudanças climáticas. Por isso, Madri planeja plantar um vasto anel florestal ao redor da capital espanhola, que será batizada de “via verde”. A vegetação servirá para combater a ilha de calor urbana da região. A vegetação ainda absorve gases nocivos do ar, melhorando a qualidade do ar e, consequentemente, a saúde respiratória dos habitantes. Ela também pode reduzir as temperaturas em áreas urbanas com a sombra e a umidade, bem como compensar o conteúdo de dióxido de carbono. Menos CO2 na atmosfera reduz o efeito estufa e as temperaturas.

Mariano Fuentes, conselheiro de meio ambiente e desenvolvimento urbano de Madrid, disse à Euronews:

O que queremos fazer é melhorar a qualidade do ar em toda a cidade, combater o "efeito ilha de calor" que está acontecendo na região, absorver as emissões de gases de efeito estufa geradas pela cidade e conectar todas as massas florestais existentes que já existem em torno de Madrid.

O projeto exigirá que quase meio milhão de árvores sejam plantadas em um perímetro de 75 quilômetros ao redor da cidade. Também envolverá o plantio de árvores em locais abandonados entre estradas e edifícios.

A floresta contará com árvores nativas tipicamente encontradas no árido centro da Espanha (onde fica Madri). Essas árvores requerem pouca água e nenhuma condição de solo especializada. Portanto, o manejo deve ser relativamente simples.

Segundo o arquiteto Daniel González, consultor urbano do conselho municipal:

Não é um parque. Os requisitos incluíam o uso de uma quantidade mínima de água, plantio de árvores nativas e aplicação de outros métodos de manutenção. Isso porque, no final das contas, uma infraestrutura tão grande precisa ser preservada com um mínimo de esforço para que possa ser sustentável ao longo do tempo.

As árvores devem absorver aproximadamente 175.000 toneladas de CO2 por ano, após atingirem a maturidade. Além disso, a temperatura sob a sombra das árvores será 2 graus mais baixa do que no resto da cidade.

As cidades em todo o mundo geram três quartos das emissões mundiais de gases de efeito estufa e consomem dois terços do suprimento global de energia. E apenas 25 cidades geram 52% das emissões mundiais de gases de efeito estufa.

Fuentes explicou que, por esse motivo, elas tendem a absorver muito mais calor e ar pobre do que a paisagem circundante. Portanto, os métodos de combate às mudanças climáticas e à degradação ambiental em geral precisam ser variados. Por exemplo, simplesmente plantar árvores e restringir o uso de carros particulares não é suficiente.

Ele afirma que essas medidas devem fazer parte de uma estratégia global, que envolva os cidadãos em uma nova "cultura verde". Outras ações para a cidade incluem incentivo ao uso de fontes de energia sustentáveis, promoção do transporte público e da bicicleta e restrição do tráfego. As mudanças climáticas deverão afetar particularmente as cidades; por isso, elas devem se tornar resilientes não só para seu próprio bem-estar, mas para fazer parte de uma solução global.

MSN

quarta-feira, 1 de setembro de 2021

Adsense

SUPERMERCADO BOM PREÇO

https://picasion.com/

RESTAURANTE IZABEL

http://picasion.com/

BARRACA DO PINHEIRO

http://picasion.com/

RioverdeRV

twitter @rioverderv