CIDADES
INTERNACIONAL
quarta-feira, 2 de junho de 2021
RIOVERDEMS | Por PORTAL RIOVERDE NOTICIAS

"Se não tomarmos providências, vamos ter que comprar câmara fria para colocar corpos", diz prefeito de Ponta Porã sobre explosão de Covid



 "Se não tomarmos providências, daqui um tempo vamos ter que empilhar gente e comprar câmara fria para colocar corpos", dispara o prefeito de Ponta Porã, Hélio Peluffo sobre a explosão de casos de Covid-19 no município.

Para tentar frear a contaminação e evitar resultados piores no feriado de Corpus Christi, a partir desta terça-feira (02), Ponta Porã passa a ter toque de recolher das 20h às 5h, até 6 de junho.  

Para o prefeito, existe a possibilidade de prorrogar as medidas. "Após esse dia, nós vamos analisar a possibilidade. O grande problema nosso é que vem muita gente de fora e fica fazendo festa em hotel e nós somos pressionados pelos hotéis", comenta.

Medidas

Em decreto publicado hoje (2), no Diário Oficial do município, os serviços de deliveries só poderão funcionar durante o horário estabelecido e os entregadores devem estar uniformizados ou com crachás para identificação.

Bares, restaurantes e similares não podem ter atendimento ao público e o consumo no local também está proibido, podendo funcionar somente até o toque de recolher.

Reuniões em igrejas estão permitidas com duração de, no máximo, 1 hora, com intervalo de 5 horas entre um encontro e outro.

Neste período, está proibido a realização de qualquer tipo de evento festivo.

Conforme informações da Prefeitura de Ponta Porã, igrejas, bares, restaurantes, academias, padarias, mercados, lanchonetes, salões de beleza, centro de estética, cartórios, bancos, lojas e o comércio em geral, deverão restringir o atendimento a 30% da capacidade e manter o distanciamento social de 1,5 metro.

O uso de máscaras, higienização das mãos e o cumprimento de todos os protocolos de biossegurança devem ser cumpridos à risca.

Sem vagas  

Ainda de acordo com Peluffo, o município está com 104% das UTI's lotadas. No domingo os leitos foram ampliados em 30% e hoje já está com lotação novamente.

"Não tem vaga em lugar nenhum, tem gente do Paraguai implorando por vaga aqui. Os médicos estão escolhendo quem vai entubar e quem vai ficar na enfermaria esperando", lamenta.

De acordo com o boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde (SES), Ponta Porã já contabiliza 193 óbitos por coronavírus e 7,8 mil contaminados.

quarta-feira, 2 de junho de 2021

Adsense

Paulinha

http://picasion.com/

RESTAURANTE IZABEL

http://picasion.com/

BARRACA DO PINHEIRO

http://picasion.com/

RioverdeRV

twitter @rioverderv