CIDADES
INTERNACIONAL
quinta-feira, 8 de abril de 2021
RIOVERDEMS | Por PORTAL RIOVERDE NOTICIAS

LISTA: Confira quantas doses vão para cada grupo prioritário das cidades de MS

Lote deve ser distribuído entre os municípios de MS nesta quinta-feira (8) - Foto: Henrique Arakaki | Midiamax


 Nesta quinta-feira (8), Mato Grosso do Sul recebeu mais 53,6 mil doses de vacinas contra a Covid-19. Os imunizantes devem ser distribuídos aos municípios, pela SES (Secretaria de Estado de Saúde), ainda nesta quinta-feira.

Assim, a SES publicou a resolução com a lista das doses que serão encaminhadas para cada cidade de MS em edição extra do DOE (Diário Oficial do Estado). Então, também definiu os grupos que devem ser vacinados com as unidades que o Estado recebeu.

Foram recebidas 24.600 doses da vacina Coronavac e 29 mil doses da Astrazeneca. Outras 12.017 monodoses da Coronavac foram incluídas na distribuição após acordo entre a SES, Dsei (Distrito Sanitário Especial Indígena) e Sesai (Secretaria Especial de Saúde Indígena).

Assim, 24,6 mil doses da Coronavac e 2,7 mil monodoses da vacina devem ser utilizadas para garantir 50% da segunda dose de públicos prioritários. São 1.700 doses para trabalhadores de saúde e 22.900 para grupo de idosos de 70 anos ou mais.

Outras 11 mil doses da Astrazeneca serão utilizadas para garantir a segunda dose de outros 50% de trabalhadores da Saúde. Então, com o acordo, 6.546 monodoses de Coronavac serão usadas para iniciar a vacinação de indígenas que não vivem em aldeias.

Também serão imunizados os ribeirinhos de comunidades de MS, com e 2.566 monodoses de Coronavac. Então, 5.930 doses da vacina Astrazeneca serão empregadas para vacinar o grupo de profissionais das forças de segurança e salvamento. São eles: Corpo de Bombeiros Militar, Polícia Militar, Polícia Civil, Perícia Técnica, Agentes penitenciários estaduais e federais, Agentes de unidades sócio educativas, Guardas municipais, Agentes de trânsito, Polícia Rodoviária Federal e Polícia Federal.

Por fim, 12.070 doses da Astrazeneca devem garantir a primeira dose de um amplo público com comorbidades. São elas: “portadores de doenças imunossuprimidas, oncológicos com doença ativa em tratamento, transplantados de órgão sólido ou de medula óssea e renais crônicos, pneumopatias crônicas graves, pacientes portadores de doenças cardiovasculares crônicas que tenham sido submetidos a procedimentos operatórios, doença cérebro vascular, obesidade mórbida e cirrose hepática, bem como, os indivíduos acima de 18 anos, desde que portadores de síndrome de down, anemia falciforme, coagulopatias hereditárias, e as pessoas com deficiências permanentes que apresentem limitação motora que cause grande dificuldade ou incapacidade para andar ou subir escadas, com grande dificuldade ou incapacidade de ouvir, com grande dificuldade ou incapacidade de enxergar ou com alguma deficiência intelectual permanente que limite as suas atividades habituais, como trabalhar, ir à escola, brincar, etc”.

Confira como fica a distribuição:

Midiamaxnews
quinta-feira, 8 de abril de 2021

Adsense

Paulinha

http://picasion.com/

RESTAURANTE IZABEL

http://picasion.com/

BARRACA DO PINHEIRO

http://picasion.com/

RioverdeRV

twitter @rioverderv