CIDADES
INTERNACIONAL
terça-feira, 23 de março de 2021
RIOVERDEMS | Por PORTAL RIOVERDE NOTICIAS

Cadê a transparência? Influenciadora é suspeita de furar fila da vacina em Coxim

 


Professora da rede estadual de ensino, que também atua como influenciadora digital, foi questionada por, supostamente, furar a fila de vacinação da covid-19, em Coxim. Há outros casos suspeitos na cidade e moradores lamentam falta de transparência na política de imunização local. 

Conforme a denúncia, na condição de influenciadora, a mulher faz propagandas e anúncios para diversos comércios da cidade. Ela teria aproveitado o fato de prestar serviços de publicidade para uma farmácia na cidade para tomar a vacina. Professora da rede estadual de ensino, que também atua como influenciadora digital, foi questionada por, supostamente, furar a fila de vacinação da covid-19, em Coxim. Há outros casos suspeitos na cidade e moradores lamentam falta de transparência na política de imunização local. 

 segundo um denunciante, ela não teria vínculo empregatício com a farmácia, que pertence a um casal de médicos. Nas redes sociais, ela registrou o momento que foi imunizada e gerou polêmica. 

Procurada pelo TopMídiaNews, a influencer disse que já prestou informações à Ouvidoria do Município e que a reportagem deveria consultar a Vigilância Sanitária para pegar as informações precisas. A instagramer é irmã de um ex-vereador na cidade e que hoje ocupa um cargo no alto escalão da prefeitura de Coxim. O carro de som onde ela faz anúncios seria do esposo dela. 

Outros casos

O denunciante lembra que uma funcionária de uma clínica de odontologia também foi imunizada e da mesma forma expôs a imunização na rede social dela. Conforme as regras locais, ela tem o direito de ser vacinada, já que atua em um estabelecimento de saúde. 

No entanto, segue o reclamante, os procedimentos de divulgação das etapas da vacinação são obscuros. Ele diz que todos os funcionários do mesmo consultório foram vacinados e de outros estabelecimentos, não. 

O morador também diz que, quando há sobras de doses de vacinas, que precisam ser aplicadas imediatamente, caso contrário correm o risco de estragar, os procedimentos também não são claros. Por isso, suspeita que, nesse momento, é que pessoas fora do grupo de risco estariam sendo imunizadas. 

‘’Falta transparência. Falta gestão e carinho’’, lamentou o contribuinte.  

Questionamos a Prefeitura de Coxim, que enviou apenas um comunicado que profissionais da saúde e trabalhadores de farmácias, consultórios e laboratórios estão aptos a se vacinarem. 

Topmidianews

terça-feira, 23 de março de 2021

Adsense

Paulinha

http://picasion.com/

RESTAURANTE IZABEL

http://picasion.com/

BARRACA DO PINHEIRO

http://picasion.com/

RioverdeRV

twitter @rioverderv