CIDADES
INTERNACIONAL
domingo, 7 de fevereiro de 2021
RIOVERDEMS | Por PORTAL RIOVERDE NOTICIAS

Quais remédios não podem ser utilizados por quem tem sintomas da Covid-19?

Crédito: André de Abreu/Arquivo


 Desde 2019, os hábitos foram alterados diante da pandemia do novo coronavírus e, por se tratar de uma doença nova, existem muitas dúvidas sobre quais remédios tomar ou não tomar para evitar o agravamento da doença. 

Um dos indicados como vilão pelos pesquisadores foi ibuprofeno. Estudos indicaram a possibilidade do medicamento, usado como antitérmico com frequência pela população, estimula receptores que facilitariam a entrada do vírus na célula.

Depois, vieram os remédios para pessoas cardíacas e hipertensas, que também agravariam, supostamente, o quadro da Covid-19.

Com tanta informação, principalmente nas redes sociais, muitas pessoas não sabem o que tomar ou não. 

Em entrevista à agência O Globo, Glória Selegatto, médica infectologista do Hospital Sírio-Libanês, detalhou que nenhum medicamento é alvo de contraindicação absoluta. 

“Além disso, vários dos estudos divulgados ainda são inconclusivos, sem muitas evidências do que de fato gerou o agravamento da doença”, explica Glória. “Pessoas idosas, faixa etária que concentra os casos de complicação, por exemplo, têm em seu grupo um grande número de casos de hipertensão, que passou a ser enquadrada como um fator de risco. E não dá para suspender, sem recomendação médica, um medicamento de uso contínuo. Deve-se controlar a doença de base, para que isso não gere uma complicação mais séria depois”. 

Além disso, ela esclarece que, até o momento, não há relato de medicações claramente associadas a evoluções de maior gravidade nos casos de COVID-19. 

A especialista esclarece que o recomendado é sempre manter uma boa saúde: alimentação equilibrada, prática de atividades físicas, não fumar.

Já em casos de sintomas da covid, ela reforça que a orientação sempre é procurar um médico, porém que dipirona e o paracetamol são analgésicos comuns que podem ser usadas para alívio de dor de cabeça, dor no corpo e febre. 

“Nenhum estudo demonstrou que ibuprofeno esteve ligado a quadros clínicos mais graves de COVID-19.  O uso do ibuprofeno e outros anti-inflamatórios (cetoprofeno, diclofenaco) não é contraindicado na infecção pelo coronavírus, no entanto, deve ser sempre evitado em pacientes com doenças renais, hipertensão, diabetes, problemas no fígado, pois nessas situações seu uso é comprovadamente prejudicial”. 

Ao final, ela destaca que qualquer remédio deve ser utilizado com prescrição e orientação médica. 

Os medicamentos de uso contínuo, para outras indicações, também não devem ser suspensos.

Topmidianews

domingo, 7 de fevereiro de 2021

Adsense

SUPERMERCADO BOM PREÇO

https://picasion.com/

RESTAURANTE IZABEL

http://picasion.com/

BARRACA DO PINHEIRO

http://picasion.com/

RioverdeRV

twitter @rioverderv