CIDADES
INTERNACIONAL
sexta-feira, 23 de agosto de 2019
RIOVERDEMS | Por PORTAL RIOVERDE NOTICIAS

Abatedouro clandestino em MS maquiava refugos de granjas para a venda como galinhas caipiras


Policiais das delegacias de Repressão aos Crimes Ambientais e de Atendimento ao Turista (Decat) e de Repressão aos Crimes contra as Relações de Consumo (Decon) e fiscais do Centro de Controle de Zoonoses de Campo Grande (CCZ) fecharam nesta quinta-feira (22) um abatedouro clandestino de frangos, que funcionava no fundo de uma casa no bairro Parque do Lageado, na região sul da cidade.
Segundo o delegado Maércio Alves Barbosa, da Decat, as galinhas abatidas no local eram refugos de granjas - animais que não serviam para comércio. As aves haviam sido compradas por um valor baixo e que depois de mortas recebiam a aplicação de uma solução com corante para ficarem com uma tonalidade mais escura e serem vendidas como “galinhas caipiras”, por um preço bem maior.
O delegado disse também que os abates desta quinta começaram bem no ínicio da manhã e que quando os policiais e fiscais chegaram ao local, parte do frango, já maquiado para a venda, havia sido levado para outro endereço.
O delegado Wilton Vilas Boas, da Decon, esteve nesse outro endereço, mas não encontrou ninguém. A proprietária da casa, de 61 anos, disse que um sobrinho havia pedido que ela preparasse os frangos e como ela não tem renda, aceitou o trabalho.
As unidades policiais trabalham agora para identificar todos os envolvidos com o esquema de abates clandestinos. Eles vão responder por crime ambiental, já que o solo estava sendo contaminado com o sangue dos animais; por furto de energia que foi descoberto no imóvel onde funcionava o abatedouro e também por comercializarem alimentos impróprios para o consumo.
sexta-feira, 23 de agosto de 2019

MERCEARIA NOVA CANAÃ

http://www.rioverdems.com/

BARRACA DO PINHEIRO



http://picasion.com/

RioverdeRV

twitter @rioverderv

MERCEARIA TUNTUN

http://picasion.com/