->
CIDADES
INTERNACIONAL
sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019
RIOVERDEMS | Por PORTAL RIOVERDE NOTICIAS

Técnico do Operário põe queda na conta de expulsão


Depois de o Corumbaense ser eliminado após empate com o Luverdense-MT, foi a vez de o Operário cair na primeira fase da Copa do Brasil, depois de sofrer uma goleada de 4 a 1 para o Botafogo-PB, na noite de quarta-feira, no Morenão. O técnico do Galo, Arilson Costa, avaliou que a expulsão de Thiago Miracema ainda no primeiro tempo foi determinante para o resultado.
O atacante recebeu cartão vermelho direto aos 36 minutos do primeiro tempo, apresentado pelo árbitro Sávio Pereira Sampaio, que viu o jogador de 31 anos acertar uma cotovelada no volante Rogério, do Belo, em disputa pelo alto. Miracema havia sido advertido com cartão amarelo quatro minutos antes, por causa de um empurrão no mesmo Rogério.
“Enquanto nós estávamos onze contra onze, o jogo estava parelho, estava normal. Tanto é que nós empatamos em 1 a 1 e estávamos dentro do jogo. Depois, no segundo tempo, a gente estava na desvantagem, com um jogador a menos, e aí fica difícil”, disse o treinador.
“O time deles é muito qualificado, um time de Série C, que quase subiu no ano passado, com jogadores extremamente competentes. A partir do momento em que a gente ficou com um a menos, aí eles fizeram o resultado. Aí, sim, eles tiveram a posse de bola e o resultado elástico”, completou.
O Botafogo-PB saiu na frente do placar aos 20 minutos da etapa inicial, com Dico. De pênalti, cometido pelo mesmo Dico ao levar a mão à bola, Alberto empatou aos 33 minutos.
A equipe paraibana voltou a comandar o marcador aos 19 minutos do segundo tempo, com Nando. Marcos Aurélio, aos 21, e novamente Nando, aos 30, transformaram a vitória em goleada.
Fora do ranking nacional de clubes, o Operário precisava vencer o Botafogo-PB, 46º colocado, para avançar.
SEM ARREPENDIMENTOS
Arilson Costa havia garantido que não mudaria a maneira do Operário jogar em casa para o confronto com o Botafogo-PB. O técnico apostou nos jogadores e no sistema tático que tem utilizado no Campeonato Estadual. Questionado se, mesmo após a eliminação, mantinha a opinião ou se faria algo diferente, o comandante do Galo negou arrependimento.
“Eu manteria a mesma formação, o mesmo esquema de jogo, até porque, enquanto nós estávamos onze contra onze, o jogo estava igual. A partir do momento em que tu perde um jogador, um jogador importante, aí é difícil analisar. É fácil analisar agora, quando foi 4 a 1 para o Botafogo-PB. Mas antes é difícil tu prever que tu vai ter um jogador expulso, que vai ficar com um jogador a menos. Acontecem algumas coisas dentro do campo, durante o jogo, que a gente não pode prever”, terminou.
O jogo poderia representar lucro para os cofres do Operário. Com R$ 525 mil já garantidos como premiação por participar da primeira fase, o Galo levaria mais R$ 625 mil caso avançasse, prêmio que terminou nas mãos do clube da Paraíba.
Segundo a diretoria do Operário, 3.145 torcedores foram ao Morenão. Destes, 2.185 pagantes e 960 não pagantes.
A renda bruta das bilheterias somou R$ 46.635,00. Classificado, o Botafogo-PB fica com 60% do valor líquido. O restante é do Operário.O Galo volta a campo pelo Estadual, no domingo. O compromisso é com o Novo, às 16h, novamente no Morenão, pela sétima rodada. 
Já o Botafogo-PB terá o Tombense-MG, que eliminou o Sport por 3 a 0, como adversário na próxima fase da Copa do Brasil.
sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019

LOJA QUEIMA TOTAL


http://picasion.com/

MERCEARIA NOVA CANAÃ

http://www.rioverdems.com/

RioverdeRV

twitter @rioverderv

BARRACA DO PINHEIRO



http://picasion.com/

MERCEARIA TUNTUN

http://picasion.com/