->
CIDADES
INTERNACIONAL
segunda-feira, 28 de janeiro de 2019
RIOVERDEMS | Por PORTAL RIOVERDE NOTICIAS

Governo Bolsonaro quer regulamentar 'ensino domiciliar' em seus primeiros 100 dias



A proposta do governo prevê que as famílias optantes do ensino domiciliar passem por um cadastro, e que uma das propostas de fiscalização inclui visitas do Conselho Tutelar, e reconhece na medida uma opção para a melhoria do ensino.
Na educação domiciliar, o pai vai poder gerenciar, inclusive, conteúdos, vai poder estar junto com o aluno, com o filho, acompanhando o conteúdo, acompanhando o material didático.
O pai vai ter acesso a este material didático, que vai ajudá-lo a dar a aula em casa. Não é uma coisa solta, perdida. Vai ter logo no mercado, material que vai orientar o pai como aplicar a educação para o menino de 4 anos, de 5, de 6. O ensino domiciliar, também chamado de ensino doméstico ou homeschooling, é uma modalidade de educação com características específicas que a diferenciam de outras (como a educação escolar e a educação à distância): os principais responsáveis pelo processo de ensino são os pais do aluno e a aprendizagem não ocorre em uma instituição, mas no seio da própria família (na casa, na vizinhança, em passeios etc.).
Assim que for publicada no "Diário Oficial da União", a MP terá força de lei, mas precisa da aprovação no Congresso Nacional em até 120 dias para virar lei em definitivo.
Como as principais vantagens do ensino domiciliar podem ser destacadas:

A proposta primordial que é a de oferecer um ambiente de aprendizagem diferente do encontrado nas escolas. Evitando, especialmente, o bullying (que se caracteriza por agressões intencionais, verbais ou físicas, feitas de maneira repetitiva, por um ou mais alunos contra um colega).
A possibilidade de os pais acompanharem de perto o desenvolvimento escolar dos filhos, tendo a oportunidade de ficarem mais atentos a possíveis problemas de aprendizagem, por exemplo.
O fortalecimento do vínculo de pais e filho, visto que terão muito mais tempo para ficarem juntos, compartilhando momentos de aprendizado e muito mais. Levando em conta principalmente que, na sociedade em geral, esses momentos familiares têm ficado cada vez mais raros nos dias atuais, quando, na correria do dia a dia, muitos pais não têm nem tempo de conversarem com seus filhos.
A flexibilidade de horários também é vista como uma vantagem do ensino domiciliar.
A educação doméstica permite ainda ampliar o ensino para além dos livros, através de viagens ou passeios agradáveis, por exemplo, sem a necessidade de cumprir planos de aula ou cronogramas. Dessa forma, o aprendizado pode se tornar mais empolgante para a criança ou jovem.
Por outro lado, especialmente pelo fato de não ser uma prática legalizada no Brasil, os pais que optam pelo ensino domiciliar podem passar por algumas dificuldades:

Os pais que não matriculam seus filhos na escola estão sujeitos à aplicação do art. 246 do Código Penal, referente ao “abandono intelectual”, conforme destaca Consuelo.
“Muitas famílias que optam pelo ensino domiciliar vivem, assim, na clandestinidade, pois são perseguidas e processadas pelo Ministério Público”, diz Consuelo.
Na parte educacional, de acordo com Consuelo, existe dificuldade no preparo de um currículo a ser seguido, falta disponibilização de orientação e ferramentas para as famílias.


segunda-feira, 28 de janeiro de 2019

LOJA QUEIMA TOTAL


http://picasion.com/

MERCEARIA NOVA CANAÃ

http://www.rioverdems.com/

RioverdeRV

twitter @rioverderv

BARRACA DO PINHEIRO



http://picasion.com/

MERCEARIA TUNTUN

http://picasion.com/