->
CIDADES
INTERNACIONAL
domingo, 3 de setembro de 2017
RIOVERDEMS | Por PORTAL RIOVERDE NOTICIAS

Mayra Aguiar vence japonesas e é bicampeã mundial de judô


As judocas japonesas vinham sendo um grande obstáculo para as brasileiras no Mundial de Budapeste. Nesta sexta-feira (1º), porém, Mayra Aguiar deu o troco. A gaúcha venceu duas adversárias nipônicas para chegar ao bicampeonato mundial na categoria até 78 kg.
Até então, cinco brasileiras haviam sido derrotadas por japonesas na competição. Mas Mami Umeki, que defendia o título, não pôde com Mayra, que a derrotou por um wazari no tempo extra.
Essa é a quinta medalha de sua carreira em Mundiais. Aos 26 anos apenas, ela é a recordista brasileira, voltando ao pódio após mau resultado em 2015. Seu primeiro título foi em 2014, na Rússia.
Agora bicampeã, a judoca se iguala a João Derly, que levou o ouro nas edições de 2005 e 2007, sendo uma de suas referências na modalidade. Os dois são gaúchos e crias da Sogipa.
"Ele com certeza foi uma inspiração para mim desde novinha", afirmou Mayra. "Estou muito feliz. Sabia o quão importante e o quão gostoso é ganhar o Mundial."
Depois de conquistar o bronze nos Jogos do Rio, a brasileira se afastou por um tempo das competições. Entre a Olimpíada e o Mundial, só disputou o Grand Prix de Cancún, no México, onde também ganhou o ouro.
"Essa foi a minha segunda competição depois dos Jogos Olímpicos. Gosto de ficar um tempo fora, para poder fazer treino de base", disse. "Esse tempinho parada me dá mais fome de luta. É importante."
Na campanha até chegar à disputa de medalhas, Mayra Aguiar venceu Klara Apotekar (Eslovênia), Bernadette Graf (Áustria) e a francesa Audrey Tcheumeo, sua algoz na Rio-2016, sempre por ippon.
Na semifinal, ela conseguiu a primeira vitória sobre japonesas na jornada, superando Ruika Sato, também por wazari.
As duas vitórias sobre as nipônicas ganha relevância num Mundial em que as judocas do país vinham com desempenho dominante.
Até aqui, com oito participantes, o Japão ganhou três medalhas de ouro, outras três de prata e uma de bronze.
Pela categoria até 70 kg, Maria Portela perdeu nas quartas de final para a japonesa Chizuru Arai e, depois, na repescagem para a espanhola Maria Bernabéu.
O Mundial continua neste sábado (2) com mais quatro brasileiros em ação em Budapeste: Luciano Corrêa (até 100 kg), David Moura e Rafael Silva (acima de 100 kg) e Maria Suelen Altheman (acima de 78 kg). O campeonato se encerra no domingo (3).
domingo, 3 de setembro de 2017

SUPERMERCADO PANTANAL

http://picasion.com/

RioverdeRV

LOJA QUEIMA TOTAL


http://picasion.com/

BARRACA DO PINHEIRO



http://picasion.com/

SUPERMERCADO PONTO CERTO

http://picasion.com/

MERCEARIA NOVA CANAÃ

http://www.rioverdems.com/

LOJA TÔ NA MODA

http://picasion.com/

MERCEARIA TUNTUN

http://picasion.com/