->
CIDADES
INTERNACIONAL
sábado, 16 de julho de 2016
RIOVERDEMS | Por PORTAL RIOVERDE NOTICIAS

Pela primeira vez em 31 anos, PMDB corre risco de não concorrer à prefeitura da Capital

Foto: Reprodução/

A desistência do ex-governador André Puccinelli (PMDB) de concorrer à prefeitura de Campo Grande faltando 23 dias para as convenções partidárias decidirem por candidatura ou coligações pode provocar resultado inédito. Com a ausência de nomes fortes dentro do partido, esta pode ser a primeira vez desde 1985, quando se retomou as eleições diretas, que o PMDB não terá um candidato a disputar o Executivo da Capital.

Em reunião nesta segunda-feira (11), do diretório estadual do PMDB, o presidente regional da sigla e presidente da Assembleia legislativa de Mato Grosso do Sul, Junior Mochi, disse que o partido prioriza a candidatura própria para poder fortalecer os candidatos a vereador do PMDB, mas não descarta a possibilidade de coligações com o PSDB, PTB e PSD.

“Só não vamos nos aliar ao PP”, disse Mochi em referência ao partido do atual prefeito Alcides Bernal. Junior Mochi também afirmou que cogitam a possibilidade de lançarem uma chapa avulsa com 40 candidatos a vereador, sem coligar com nenhuma sigla.

O senador Waldemir Moka (PMDB) afirmou que o PMDB não pensou em outros candidatos, pois sempre existiu a esperança de André Puccinelli ser candidato. Em carta aberta, Puccinelli disse que não se considera salvador da pátria e que abria mão da candidatura, passando aos membros da executiva do PMDB a responsabilidade de decidir o rumo do partido.

O PMDB manteve cinco mandatos contínuos no controle de Campo Grande. Juvêncio da Fonseca ganhou as eleições pelo PMDB em 1992 e governou entre 1993 e 1996. André Puccinelli foi escolhido para disputar a sucessão, ganhando no segundo turno contra Zeca do PT por 411 votos. André foi prefeito por dois mandatos entre 1997 e 2004.

O PMDB então escolheu Nelson Trad Filho como sucessor de Puccinelli que também governou por dois mandatos entre 2005 e 2012. Por fim, o partido lançou Edson Giroto para concorrer e perdeu as eleições, no segundo turno, para o atual prefeito Alcides Bernal (PP).

Voltando no tempo, em 1988, o PMDB disputou as eleições municipais em Campo Grande com o nome de Plínio Barbosa Martins como candidato a prefeito contra outros seis candidatos de outros partidos. A sigla perdeu para o ex-prefeito Lúdio Martins Coelho, que disputou pelo PTB.

Em 1985, primeira eleição direta em Campo Grande após a ditadura militar, o PMDB ganhou as eleições para a prefeitura de Campo Grande com Juvêncio da Fonseca. Juvêncio disputou contra Levy Dias, pelo extinto PFL, Sérgio Cruz pelo PDT, Euclides de Oliveira, pelo extinto PCB, Jandir Campos pelo PT e Wilson Hokama pelo PTB. 
Topmidianews
sábado, 16 de julho de 2016

SUPERMERCADO PANTANAL

http://picasion.com/

RioverdeRV

LOJA QUEIMA TOTAL


http://picasion.com/

BARRACA DO PINHEIRO



http://picasion.com/

SUPERMERCADO PONTO CERTO

http://picasion.com/

MERCEARIA NOVA CANAÃ

http://www.rioverdems.com/

LOJA TÔ NA MODA

http://picasion.com/

MERCEARIA TUNTUN

http://picasion.com/