->
CIDADES
INTERNACIONAL
terça-feira, 14 de junho de 2016
RIOVERDEMS | Por PORTAL RIOVERDE NOTICIAS

Policiais e bombeiros recebem viaturas com promessas de mais investimentos


Depois de ter pedido negado na semana passada pelo STJ (Superior Tribunal de Justiça), nessa segunda-feira (13) a defesa do ex-secretário estadual de Obras e ex-deputado federal, Edson Giroto, bem como de sua esposa Raquel Giroto e do empresário Flávio Henrique Garcia, entrou com recurso no STF (Supremo Tribunal Federal) na tentativa conseguir habeas corpus. Eles estão presos desde o dia 16 de maio devido a Operação Lama Asfáltica.
De acordo com o sistema do STF a solicitação já foi distribuída e está com o ministro Marco Aurélio. Desde que foram presos eles tentam HC junto à Justiça Federal. Também estão em cárcere o empresário dono da Proteco Construções João Amorim, sua sócia Elza Araújo, Mariane Mariano de Oliveira e Ana Paula Dolzan.

Operação - 
Esta segunda fase da operação Lama Asfáltica bloqueou pouco mais de R$ 43 milhões em bens de 24 pessoas, apreendeu dois aviões, um do empreiteiro João Amorim e outro do empresário João Baird, e encontrou na casa dos acusados US$ 10 mil em espécie e um montante em real que ainda está sendo contabilizado pelos agentes da Polícia Federal.Conforme a investigação Giroto teria sido um dos mandantes, junto ao ex-governador André Puccinelli (PMDB), de obras irregulares dentro da Secretaria de Obras do Governo, incluindo cláusulas injustificáveis nos contratos para que outras empresas que não fossem do grupo não ganhassem as licitações.

A ação, que envolveu 201 policiais federais, 28 da Controladoria Geral da União e 44 da Receita Federal cumpriu 28 mandados de busca e apreensão e 15 mandados de prisão temporária, bem como 24 mandados de sequestro de bens dos investigados, dentre eles imóveis rurais e urbanos e contas bancárias.
Segundo o superintende da PF, Ricardo Cubas, do montante de R$ 195 milhões em obras da gestão Puccinelli, na 1ª fase da operação foram identificados desvios de R$ 11 milhões e nesta 2ª fase, mais R$ 33 milhões que teria sido desviados, um total de R$ 44 milhões. Segundo a Polícia, pelo menos 23% de cada empreendimento era desviado pelo grupo, classificado de organização criminosa pela Polícia.
Midiamaxnews
terça-feira, 14 de junho de 2016

SUPERMERCADO PANTANAL

http://picasion.com/

RioverdeRV

LOJA QUEIMA TOTAL


http://picasion.com/

BARRACA DO PINHEIRO



http://picasion.com/

SUPERMERCADO PONTO CERTO

http://picasion.com/

MERCEARIA NOVA CANAÃ

http://www.rioverdems.com/

LOJA TÔ NA MODA

http://picasion.com/

MERCEARIA TUNTUN

http://picasion.com/