->
CIDADES
INTERNACIONAL
sexta-feira, 15 de abril de 2016
RIOVERDEMS | Por PORTAL RIOVERDE NOTICIAS

Manifestantes fecham vias pelo país em atos contra impeachment


Em São Paulo, na parte da manhã, a Marginal Tietê ficou bloqueada por mais de uma hora, no sentido Rodovia Castello Branco. Também houve protestos no Viaduto do Chá, no Centro de São Paulo, nos dois sentidos, e na Avenida Paulista, onde três faixas foram bloqueadas no sentido Paraíso. Às 9h30, o trânsito bateu recorde de lentidão no ano: 183 km.
A Rodovia dos Imigrantes foi bloqueada na altura do km 15, na região de Diadema.

Entre os organizadores estão o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), a Central Única dos Trabalhadores (CUT) e a Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB).Veja a situação em cada estado:
Bloqueios tiveram início na manhã desta sexta-feira (15) (Foto: Salmon Lucas/Arquivo Pessoal)Bloqueios em vias de Alagoas tiveram início nesta manhã (Foto: Salmon Lucas/Arquivo Pessoal)
ALAGOAS
Atos contra o impeachment e pela reforma agrária fecharam três trechos da BR-101, nos municípios alagoanos de Campo Alegre, Novo Lino e Junqueiro. O MST informou que, além dessas áreas, outros 13 pontos em rodovias do estado estão bloqueados.
Segundo um levantamento feito pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), além das rodovias federais, outras barreiras estão montadas nos municípios de Teotônio Vilela, Atalaia, Flexeiras, Joaquim Gomes, Delmiro Gouveia, Olho D'Água do Casado, Piranhas, Girau do Ponciano, Cajueiro, União dos Palmares, Murici, Maragogi, Matriz de Camaragibe, São Luís do Quitunde e Porto Calvo.
Na parte da tarde, representantes de movimentos de tabalhadores rurais informaram que os trechos de rodovias que estavam bloqueados desde a manhã foram liberados por volta das 14h.
Protesto de movimentos sindicais afeta trânsito da Avenida Sete, em Salvador (Foto: Natally Acioli/ G1 BA)Protesto de movimentos sindicais afeta trânsito da Avenida Sete, em Salvador (Foto: Natally Acioli/ G1 BA)
BAHIA
Manifestantes caminharam, nesta manhã, pela Avenida Sete, em Salvador. Eles seguiram em direção à Praça Castro Alves, com gritos de "Não vai ter golpe, vai ter luta". O ato terminou por volta das 12h. Segundo a Polícia Militar, cerca de 200 pessoas participaram do protesto. Já os manifestantes não souberam informar o número de participantes.
Bancários atrasaram a abertura de agências em uma hora na Avenida Sete de Setembro, também em protesto contra o impeachment da presidente Dilma Roussef, de acordo com o sindicato da categoria.
Na parte da tarde, por volta das 15h, manifestantes iniciaram mobilização na praça do Campo Grande, centro de Salvador, em apoio ao governo da presidente Dilma Rousseff e contra o impeachment. Por volta das 17h, a PM estimava 17 mil pessoas na mobilização. Já a organização, calculou 20 mil pessoas nas ruas.

MST faz protesto em três rodovias de Mato Grosso contra impeachment (Foto: Assessoria/PRF-MT)MST faz protesto em três rodovias de Mato Grosso contra impeachment (Foto: Assessoria/PRF-MT)
MATO GROSSO
Manifestantes ligados ao MST fizeram protesto em três rodovias de Mato Grosso. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, houve bloqueios por aproximadamente uma hora nos seguintes trechos: BR-174, km 787, em Cáceres, a 220 km de Cuiabá; BR-364, km 268 em Jaciara, a 148 km de Cuiabá; e na BR-070, km 728, em Cáceres.

MATO GROSSO DO SUL
De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o MST bloqueou o trânsito nos seguintes pontos de rodovias do estado: km 403 da BR-262, em Terenos e km 29 da BR-163, em Mundo Novo. A polícia informou ainda que houve aglomeração de trabalhadores rurais no km 411 da BR-163, em Anhanduí, e no km 136, da BR-267, em Nova Andradina.

MINAS GERAIS
Os dois sentidos da BR-050 foram liberados por volta das 10h desta sexta-feira (15), depois quecerca de 300 manifestantes sem-terra e sem-teto bloquearam a rodovia próxima ao assentamento do campus Glória, que pertence à Universidade Federal de Uberlândia (UFU). A manifestação começou às 8h.

Segundo o advogado da Pastoral da Terra, Igino Marcos, o movimento principal à frente da mobilização foi o MST, porém outros movimentos sociais se unem em várias reivindicações. “É uma manifestação que acontece em vários locais do país. São sete movimentos unidos em prol da campanha Abril Vermelho, reforma agrária, pela democracia e contra o impeachment da presidenta Dilma”, disse.
Em Governador Valadares, uma rodovia ficou fechada por 2 horas e já foi liberada.

PARAÍBA
Em João Pessoa, ato organixado pela Frente Popular Paraíba, concentrou manifestantes em frente ao Liceu Paraibano, no Centro da cidade e saíram em caminhada em direção ao Ponto de Cem Réis, também no Centro, por volta das 16h. O ato terminou por volta das 17h. Segundo os organizadores, 3 mil pessoas participaram da manifestação. A Polícia Militar não divulgou estimativa.

manifestação br-050 Uberândia (Foto: Fabrício Sangenetto/Arquivo Pessoal)Manifestação na BR-050, em Uberândia (Foto: Fabrício Sangenetto/Arquivo Pessoal)

PARANÁ
Cerca de 100 integrantes do MST protestaram contra a violência no campo e a favor da democracia. Eles fecharam a BR-277, em Curitiba, no bairro Orleans, na manhã desta sexta-feira (15), por cerca de duas horas. O grupo é contra o impeachment da presidente.

Manifestantes atearam fogo em pneus e causaram lentidão na BR-277 (Foto: Divulgação / PRF)Manifestantes atearam fogo em pneus e causaram lentidão na BR-277 (Foto: Divulgação / PRF)
PERNAMBUCO
Integrantes do MST realizaram protestos na BR-101 Norte, na divisa entre Pernambuco e Paraíba; na BR-232, nos municípios de Moreno (Grande Recife) e Arcoverde (Sertão), e na BR-408, no distrito de Guadalajara, no município de Moreno.
Em Arcoverde, um grupo de pelo menos 30 pessoas ateou fogo em galhos de árvores e entulho. O ato começou às 9h e foi encerrado ás 10h20.
Uma manifestação também foi registrada no km 166 da BR-423, em Águas Belas, Agreste de Pernambuco. Um grupo queimou pneus e entulhos, interrompendo o trânsito nas duas faixas. O ato ocorreu por volta das 9h e durou pouco mais de uma hora.
Em Caruaru, Agreste de Pernambuco, o protesto começou por volta das 15h. Os manifestantes interditaram o trecho da BR-104 em frente ao terminal rodoviário, no sentido Pernambuco-Paraíba. De acordo com a Polícia Militar, aproximadamente 120 pessoas participam do ato público. A organização não informou o número de pessoas presentes.


Centenas de manifestantes bloqueiam BR no Piauí e protestam contra o Impeachment (Foto: Divulgação/PRF)Centenas de manifestantes bloqueiam BR no Piauí e protestam contra o Impeachment (Foto: Divulgação/PRF)
PIAUÍ
Mais de 200 manifestantes bloquearam a BR-316 por quase duas horas nesta manhã. A rodovia é a principal via que liga Teresina aos municípios do Sul do estado. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), durante o protesto foram mais de 5 km de congestionamento. A interdição aconteceu em Chapadinha por volta das 9h30. A via só foi liberada às 10h30.
No ato, os protestantes reivindicavam direitos agrários, defenderam a presidente Dilma Rousseff e se disseram contra o impeachment.
Também houve protesto no Centro de Parnaíba, Litoral do Piauí. A mobilização, que reuniu professores, estudantes e lideres de movimentos sociais, começou às 8h e deve se estender até as 17h.

Trecho da BR-408 está interditado pelos integrantes do MST (Foto: Reprodução/TV Globo)Trecho da BR-408 está interditado pelos integrantes do MST (Foto: Reprodução/TV Globo)
RIO DE JANEIRO
Uma manifestação fechou parte do trecho da Via Dutra que corta Piraí, no Sul do Rio de Janeiro. Segundo a NovaDutra, às 9h40 o grupo estava concentrado na altura do km 242, do sentido São Paulo - 13km antes da Serra das Araras. O ato durou aproximadamente uma hora. O congestionamento chegou a 2 km no trecho.

Grupo bloqueia rodovia em protesto em Alegrete, RS (Foto: Divulgação/Comando Rodoviário da Brigada Militar)Grupo bloqueia rodovia em protesto em Alegrete, RS (Foto: Divulgação/Comando Rodoviário da Brigada Militar)
RIO GRANDE DO SUL
Um grupo de assentados de Alegrete, na Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul, bloqueia o km 380 da RSC-377. De acordo com organizadores, o protesto, que é em defesa da presidente Dilma Rousseff e contra o impeachment, deve seguir até por volta das 17h.
No final desta tarde, em Porto Alegre, grupo de manifestantes realiza protesto contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff, na Esquina Democrática, no Centro da cidade.
De acordo com o Centro Integrado de Comando (Ceic), pouco antes das 17h havia cerca de 500 pessoas. Eles chegaram ao local por volta das 16h30, após realizarem uma caminhada pela Região Central da cidade.

Trânsito na Marginal Tietê na manhã desta sexta-feira (15) após protesto fechar a via (Foto: TV Globo/Reprodução)Trânsito na Marginal Tietê na manhã desta sexta-feira (15) após protesto fechar a via (Foto: TV Globo/Reprodução)
SÃO PAULO
Na capital paulista, a Marginal Tietê ficou bloqueada por mais de uma hora, no sentido Rodovia Castello Branco, na parte da manhã.  Também houve protestos no Viaduto do Chá e na Avenida Paulista.
Além disso, houve um protesto na região de São Carlos, no interior do estado. Um grupo de pessoas fechou a pista sentido capital da Rodovia Washington Luís (SP-310) no km 228. Os manifestantes ocuparam a faixa nas proximidades da entrada para a Avenida Getúlio Vargas por volta das 7h20 e liberaram a área cerca de 30 minutos depois. Eles colocaram fogo em pneus e o trânsito ficou lento na área.

Integrantes do MST bloquearam parte da Rodovia Anhanguera (SP-330), em Ribeirão Preto (SP). A manifestação ocorreu entre 9h e 10h40, e provocou congestionamento próximo ao quilômetro 313, no acesso ao Aeroporto Leite Lopes.
O MST também fez um protesto pró-governo e contra o impeachment na praça de pedágio que fica entroncamento das rodovias BR-369 e BR-153, na divisa entre São Paulo e Paraná. O trânsito no local está congestionado em todos os sentidos, inclusive na região de Ourinhos (SP). Cerca de 200 manifestantes estão no local.
Há ainda um ato entre as cidades paulistas de Itararé e Itapeva. Integrantes MST interditaram os dois sentidos do km 314 da rodovia Francisco Alves Negrão (SP-258) e o km 345 do trevo da rodovia Salvador Rufino de Oliveira Neto (SP-267). Os manifestantes bloquearam a rodovia com um trator por volta das 9h30. Cerca de 100 pessoas participam da manifestação.

Manifestantes interrompem faixas do pedágio de Monte Castelo (Foto: Autopista Planalto Sul/Divulgação)Manifestantes interrompem faixas do pedágio de Monte Castelo (Foto: Autopista Planalto Sul/Divulgação)
SANTA CATARINA
A rodovia BR-116 em Santa Catarina têm dois trechos com bloqueio por manifestantes do MST. Conforme a Polícia Rodoviária Federal (PRF), há pontos de protesto em pedágios em Monte Castelo, na região Norte, e na cidade de Correia Pinto, na Serra. Às 13h30, os dois pontos foram liberados, informou a Autopista Planalto Sul.
Em Florianópolis, por volta das 16h30, manifestantes contra o impeachment organizaram ato em frente ao Terminal de Integração do Centro (Ticen). Ato foi organizado pela entral Única dos Trabalhadores (CUT) pela Frente Brasil Popular. 
Cerca de mil pessoas, de acordo com a organização, e 800, nos cálculos da Polícia Militar, se concentravam no local por volta das 17h40.

Pista da BR-101 foi interditada neste 15 de abril no trevo de acesso a Pedra Branca (Foto: Jorge Herquique)Pista da BR-101 foi interditada neste 15 de abril no trevo de acesso a Pedra Branca (SE) (Foto: Jorge Herquique)
SERGIPE
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) calculou que cerca de 560 pessoas participaram de bloqueios em três trechos da BR-101, no período das 9h às 10h desta sexta-feira (15), em Sergipe. As interdições foram realizadas pelo MST.
sexta-feira, 15 de abril de 2016

SUPERMERCADO PANTANAL

http://picasion.com/

RioverdeRV

LOJA QUEIMA TOTAL


http://picasion.com/

BARRACA DO PINHEIRO



http://picasion.com/

SUPERMERCADO PONTO CERTO

http://picasion.com/

MERCEARIA NOVA CANAÃ

http://www.rioverdems.com/

LOJA TÔ NA MODA

http://picasion.com/

MERCEARIA TUNTUN

http://picasion.com/