CIDADES
INTERNACIONAL
segunda-feira, 8 de agosto de 2022
RIOVERDEMS | Por PORTAL RIOVERDE NOTICIAS

Cônsul alemão é preso em flagrante após morte de marido em Ipanema; corpo tinha mais de 30 lesões

 


O cônsul da Alemanha Uwe Herbert Hahn (à dir na foto) foi preso em flagrante na noite deste sábado, dia 6, após seu marido, o belga Walter Henri Maximillen Biot, de 52 anos, ter sido encontrado morto na noite da última sexta-feira, dia 5, na cobertura de um apartamento na Rua Nascimento Silva, em Ipanema, na Zona Sul do Rio. S

egundo Camila Lourenço, delegada assistente da 14ª DP (Leblon), onde o caso foi registrado, a versão do alemão, de que o marido havia tropeçado e caído, não era compatível com as marcas encontradas no corpo do belga durante a necrópsia.— Ele está sendo preso em flagrante pela prática de homicídio. As conclusões foram baseadas na perícia. O corpo fala as circunstâncias da sua morte. Há diversas evidências que nos levam a conclusão de forma segura de que houve uma morte violenta — informou a delegada. 

De acordo com policiais militares do 23º BPM (Leblon), o diplomata acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e informou ao médico que o marido havia passado mal e caído no chão. O corpo do estrangeiro apresentava lesões, como equimoses, nas pernas, no tronco e também na cabeça, bem como lesões características de pisaduras, informou a delegada. — O que a gente sabe é que muitas das lesões que foram detectadas no corpo não são lesões recentes. São lesões de, pelo menos, dois dias, o que evidencia que a vítima já vinha sofrendo algum tipo de agressão — disse a delegada. 

De acordo com a delegada, o alemão manteve a sua versão inicial no depoimento. Uwe Herbet contou que a vítima teve um surto, começou a gritar e caiu com a cabeça no chão ao tropeçar. Testemunhas ainda serão ouvidas e as investigações continuam.

Necropsia

O belga morreu de hemorragia subaracnoide (extravasamento de sangue entre o cérebro e o tecido), contusão craniana e traumatismo cranoencefálico, provocados por ação contundente. A conclusão é do perito legista Reginaldo Franklin Pereira, do Instituto Médico-Legal (IML) e que assina o laudo de exame de necropsia do corpo do estrangeiro. De acordo com o documento, o cadáver apresenta mais de 30 lesões, como equimoses, escoriações e outros tipos de ferimentos, espalhados por regiões como braços, pernas, tronco e cabeça.

Analisando o laudo, o professor titular de Medicina-Legal da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), Nelson Massini atesta que as lesões descritas são incompatíveis com a versão apresentada pelo marido do belga, o alemão garantiu que o companheiro havia surtado e caído, na varanda do imóvel, localizado na Rua Nascimento Silva.— As lesões não são típicas de queda da própria altura e se distribuem por várias partes do corpo, entre elas as chamadas áreas de defesa e ataque ou armas naturais, como antebraço, mãos e pernas, além das fatais na cabeça. Observamos que nem todas as equimoses são planas, algumas apresentam um pontilhado indicando que pode ter sido utilizado um objeto com pontos impactantes nas agressões. A maioria dos ferimentos são equimoses recentes, mas há indícios de algumas antigas também. É importante destacar que o tipo, o formato e a distribuição dessas lesões sugerem a prática de sadomasoquismo, o que precisa ser mais profundamente investigado — explica.

No laudo de exame de necropsia, Reginaldo Franklin Pereira atesta que, apenas no rosto, Walter Henri Maximillen Biot apresenta quatro ferimentos – um deles uma equimose no lábio inferior. Na região do tronco, são pelo menos seis. Nos braços e mãos, mais de dez. Nas pernas, outras seis. No ânus, também há lesões. 

segunda-feira, 8 de agosto de 2022

OK NET RIO VERDE

http://oknetms.com.br/

SUPERMERCADO BOM PREÇO

https://picasion.com/

RESTAURANTE IZABEL

http://picasion.com/

RioverdeRV