CIDADES
INTERNACIONAL
sexta-feira, 17 de junho de 2022
RIOVERDEMS | Por PORTAL RIOVERDE NOTICIAS

Saúde confirma 4ª dose para pessoas com 40 anos ou mais em MS

 


A SES (Secretaria de Estado de Saúde) confirmou que pessoas com 40 anos ou mais estarão aptos a tomarem a 4ª dose (D4) de imunizante contra a covid-19 em Mato Grosso do Sul, antes mesmo de uma recomendação ser publicada pelo Ministério da Saúde. De acordo com o titular da pasta, Flavio Britto, uma portaria autorizando o início das aplicações será publicada, com autorização de aplicação a partir deste sábado (18).

"É certo que vamos liberar a 4ª dose para esse público. Já vamos comunicar os secretários de saúde municipais. Mato Grosso do Sul tem estoque que possibilita a entrega dos imunizantes para as cidades", declarou o secretário ao Jornal Midiamax.

A ampliação de D4 para pessoas com 40 anos ou mais, no caso, deve contemplar cerca de 140 mil pessoas em Mato Grosso do Sul, quantidade que seria condizente com o estoque da SES. Britto detalhou que a decisão de antecipar uma eventual recomendação do Ministério da Saúde para ampliação de público da D4 segue uma tendência nacional. Vale lembrar que a SES já havia antecipado a aplicação da 4ª dose para o público de 50 anos ou mais, antes mesmo da recomendação ser publicada.

"Temos dois estados e o DF (Distrito Federal) com essa postura e o próprio Ministério já está estudando, avaliando essa posição de ampliar a 4ª dose para 40 anos ou mais. A nosso favor, temos que MS tem doses suficientes que podem abastecer os municípios, são as mesmas condições desses outros estados", detalhou Britto.

Dose de reforço da Janssen

O secretário também adiantou que a SES estuda iniciar a aplicação de uma dose de reforço para aqueles que receberam aplicação do imunizante da Janssen - inicialmente de dose única, estudos passaram a indicar importância de uma segunda dose do mesmo imunizante para completar o ciclo vacinal. Todavia, a SES ainda aguarda a definição do Ministério para saber como ocorreria a dose de reforço.

"O Ministério da Saúde está avaliando isso e deve ter um parecer em breve. Pretendemos dirimir isso com o próprio ministério, na próxima semana", adiantou.

Com estoques de imunizantes em alta e sem risco de vencerem, segundo o titular da SES, o apelo do gestor é para que sul-mato-grossenses compareçam aos pontos de imunização para completar os esquemas vacinais e receber as doses de reforço.

"Nossa luta é para que a imunização, não só contra a covid-19, mas contra influenza e sarampo atinjam as metas. Todos os nossos indicadores estão aquém do esperado. Para termos um cenário favorável, com menos internações, precisamos que as pessoas concluam os esquemas vacinais e que tomem os devidos reforços", conclui.

Liberada há 2 meses, 4ª dose da vacina imunizou 25% do público acima dos 50 anos em MS

Com a 4ª dose liberada desde março em Mato Grosso do Sul, apenas 25,77% dos moradores acima dos 50 anos tomaram a vacina contra a covid até o último dia 6. Apesar de o Ministério da Saúde ter liberado a D4 recentemente, para pessoas com 50 anos ou mais, MS já aplica o reforço há mais de 2 meses diante do estoque suficiente.

Em março, o até então secretário de Saúde, Geraldo Resende, disse que a decisão de ampliar a aplicação da vacina partiu da "necessidade de adoção de medidas que visem a redução da mortalidade em idosos causada pela Covid-19, bem como, a proteção da força de trabalho para manutenção do funcionamento dos serviços de saúde e da população em geral". 

A vacina utilizada na D4 é, de preferência, a Pfizer ou então, a AstraZeneca.

Queda na procura por vacinação

Em Mato Grosso do Sul, a procura por doses de reforço da vacina caiu 63% considerando dados até o início deste mês. A quarta dose segue apenas para pessoas de 50 anos ou mais, trabalhadores da saúde de qualquer idade e pessoas com imunocomprometimento de 18 anos ou mais vacinados há quatro meses.

Além disso, o aumento no número de casos e mortes de Covid-19 e a queda no ritmo de vacinação já levou alguns municípios brasileiros a retomarem a atenção com a pandemia. Alguns municípios recomendaram a volta do uso de máscara em locais fechados, como Londrina (PR), Petrópolis (RJ) e Poços de Caldas (MG), enquanto outros, como Belo Horizonte, cogitam retomar a obrigatoriedade da proteção individual.

* Atualizada às 16h53 para acréscimos de informação. Posteriormente à publicação, a SES definiu a data para este sábado (18).

sexta-feira, 17 de junho de 2022

TENDA ENERGIA SOLAR

https://picasion.com/

SUPERMERCADO BOM PREÇO

https://picasion.com/

RESTAURANTE IZABEL

http://picasion.com/

RioverdeRV