CIDADES
INTERNACIONAL
quinta-feira, 23 de junho de 2022
RIOVERDEMS | Por PORTAL RIOVERDE NOTICIAS

MERENDEIRO DE RIO VERDE-MS, DISPUTA A FINAL DO 1º DESAFIO DAS MERENDEIRAS E MERENDEIROS.



Com a proposta de valorizar o trabalho de profissionais da merenda escolar em Mato Grosso do Sul, o Sebrae/MS promove a grande final do 1º Desafio Estadual das Merendeiras nesta sexta-feira (24), em Campo Grande. 

Rio Verde de Mato Grosso, terá como representante Ivan de Oliveiraservidor municipal na escola Municipal Aurelino Ataide De Brito, que se destacou em Rio Verde, com o prato “Mousseline de Cabotiá”.

 A competição envolve participantes de 20 municípios do Estado, integrantes do programa Cidade Empreendedora, que é executado em conjunto com as Prefeituras Municipais, e, sete deles, são da Região Norte de Mato Grosso do Sul. Os profissionais finalistas representam os municípios de Bandeirantes, Camapuã, Chapadão do Sul, Costa Rica, Paraíso das Águas, Rio Verde de Mato Grosso e Sonora.

Para participar da disputa, cada profissional teve criar uma receita com os critérios exigidos pelo edital: não foi permitido o uso de alimentos ultraprocessados, além disso, foi preciso utilizar a carne bovina ou de frango como proteína principal e incluir, no mínimo, três itens produzidos pela agricultura familiar. O prato criado por cada um garantiu o primeiro lugar na etapa municipal realizada nas cidades e, agora, serão apresentados a um novo comitê avaliador na etapa estadual.  Serão cinco avaliadores, entre eles, Rafa Gomes – chefe campeão da edição de 2018 do programa MasterChef, transmitido pela Band; juntamente com chefes destaques em Mato Grosso do Sul, como Arthur Coelho e Marcílio Galeano.

A final será realizada em dois momentos: pela manhã, no prédio Senac Turismo e Gastronomia, os participantes preparam as receitas e as apresentam aos jurados. Já a cerimônia de premiação terá início, às 19h, na sede do Sebrae, em Campo Grande, com transmissão, ao vivo, pelo Youtube.

Conheça o representante de Rio Verde de Mato Grosso:

Rio Verde de Mato Grosso – Desde os 18 anos atuando na área da gastronomia, Ivan de Oliveira foi quem se destacou em Rio Verde, com o prato “Mousseline de Cabotiá”. Ivan revela que o amor pela culinária começou aos 12 anos de idade, quando a mãe pedia para ele preparar o tempero do feijão. “Desde então, segui aquela paixão de querer ser cozinheiro, fui em busca de todas as áreas que envolviam a culinária, aos 17 anos participei de cursos de padaria, pizzaria e, por fim, a cozinha caipira e industrial”, contou ele, dizendo que a profissão é um dos melhores dons que poderia ter. Para Ivan, o Desafio das Merendeiras foi uma oportunidade de reconhecimento profissional, onde pode apresentar o que faz de melhor. “Tive a ideia de inovar e apresentar a abóbora cabotiá na forma de Mousselini, que nada mais é que um purê mais leve. As crianças adoraram, por ser adocicada e ter uma textura muito delicada”, disse.



Conheça os representantes da Região Norte que disputam a final:

Bandeirantes – Com a receita “Rolinho de ouro com purê”, Cleide Aparecida dos Santos foi a profissional que se destacou no município. Há quatro anos, ela atua como merendeira na APAE. Orgulhosa em trabalhar com a alimentação escolar, Cleide revela que o contato com a cozinha começou cedo, ela é a mais velha de cinco irmãos, e precisou assumir algumas tarefas domésticas para ajudar os pais em casa. “Cresci na roça, desde pequena já tive que aprender a cozinhar em casa e sempre gostei de inventar”, comentou. A receita vencedora fez tanto sucesso que já foi compartilhada até mesmo com as mães das crianças. “A competição foi um incentivo para usar a criatividade e fazer pratos saudáveis com produtos da agricultura familiar. Usei frango e cenoura, purê de cabotiã e fiz uma salada. Gosto muito de pratos coloridos, de incrementar usando temperos frescos e cada dia me apaixono mais. Não tem preço ver a carinha deles de agradecimento”, finalizou

Camapuã – Linei de Fátima Melo conquistou o primeiro lugar da disputa no município com o prato “Escondidinho de carne louca”. Ela começou a trabalhar com merenda escolar em outubro do ano passado e revelou que o prato apresentado no desafio foi uma adaptação da receita de uma torta de mandioca que faz parte do cardápio das Escolas Municipais de Camapuã. Pensando na nutrição dos alunos e na agricultura familiar, com auxílio das nutricionistas, a merendeira decidiu adicionar alguns ingredientes a receita para tornar a preparação mais atrativa, colorida e nutritiva. “O resultado foi surpreendente, por isso, o ‘Escondidinho da Linei’ também foi inserido nos cardápios dos Centros de Educação Infantil do município”, comemorou.

Chapadão do sul – No município, o prato vencedor foi “Macarrão com carne e legumes” feito por Selma da Silva, merendeira do Centro de Educação Infantil Sibipiruna. A merendeira está na profissão há 18 anos. “Amo cozinhar para as minhas crianças da creche, faço tudo por eles com o maior amor e eles amam o macarrão que eu faço com florzinha, como eles dizem, porque tem brócolis, couve-flor e beterraba, são 12 tipos de legumes. Esse desafio reconheceu o nosso trabalho, mostrou nosso desempenho e pretendo me aposentar aqui cozinhando paras os meus pequenos”, disse a merendeira que está ansiosa pela etapa estadual e acredita o momento ficará marcado na sua história para contar para os filhos e netos.

Costa rica – Merendeira há 6 anos, Roberta Alves de Oliveira começou a trabalhar em escola como substituta de uma inspetora, mas sempre que podia ajudava na cozinha. Depois de oito meses no trabalho, surgiu uma vaga como merendeira e ela agarrou a oportunidade. Roberta venceu a etapa municipal do desafio, em Costa Rica, com o prato “Rolinho de abobrinha com frango”. Atualmente, ela atende 200 crianças no Centro de Educação Infantil Davina Correa de Oliveira, na Vila Nunes. A história com o preparo de alimentos começou na infância, aos sete anos Roberta aprendeu a cozinhar porque a mãe trabalhava fora. Sobre a competição, a merendeira disse que chegou em boa hora. “Foi quando eu estava no começo de uma depressão, então fiquei muito feliz de poder mostrar para as pessoas que eu seria capaz”, explicou.

Paraíso das águas – A merendeira Tabata Dias Mariano, da Escola Joaquim Cândido, foi quem garantiu o primeiro lugar no município com o prato “Lasanha de panqueca nutritiva e salada tropical”. Segundo Tabata, o prato preparado para a competição tem gostinho de infância. “Comecei a cozinhar em casa desde o início da adolescência, afinal, precisava colaborar com as tarefas domésticas. Aos poucos, fui aprendendo os segredos da família, todas as mulheres são excelentes cozinheiras”, comentou. Encantada com a arte de cozinhar, sempre gostou de experimentar e está sempre inventando pratos, inclusive, foi essa criatividade na cozinha que a motivou a participar do desafio. “Unir lasanha e panqueca com massa colorida foi uma maneira de inovar e incentivar as crianças a comer verduras e legumes de uma maneira divertida”, afirmou. Para ela, o desafio proporcionou uma semana de ‘popstar’ e ainda levou aprendizados que foram incorporados no dia a dia para uma alimentação mais saudável e saborosa.

Rio Verde de Mato Grosso – Desde os 18 anos atuando na área da gastronomia, Ivan de Oliveira foi quem se destacou em Rio Verde, com o prato “Mousseline de Cabotiá”. Ivan revela que o amor pela culinária começou aos 12 anos de idade, quando a mãe pedia para ele preparar o tempero do feijão. “Desde então, segui aquela paixão de querer ser cozinheiro, fui em busca de todas as áreas que envolviam a culinária, aos 17 anos participei de cursos de padaria, pizzaria e, por fim, a cozinha caipira e industrial”, contou ele, dizendo que a profissão é um dos melhores dons que poderia ter. Para Ivan, o Desafio das Merendeiras foi uma oportunidade de reconhecimento profissional, onde pode apresentar o que faz de melhor. “Tive a ideia de inovar e apresentar a abóbora cabotiá na forma de Mousselini, que nada mais é que um purê mais leve. As crianças adoraram, por ser adocicada e ter uma textura muito delicada”, disse.

Sonora – Com o prato “Porpeta de carne moída, arroz nutritivo e purê de mandioca com cabotiá”, Elizabete Pagani foi a vencedora do Desafio em Sonora. A merendeira conta que a inserção dos produtos da agricultura familiar, como alimentos e temperos frescos, no preparo da merenda tem boa aceitação pelos alunos. A receita fácil e acessível criada por ela na competição foi inspirada numa solução que Elizabete encontrou em casa para driblar uma crise financeira. “Quando meus filhos eram pequenos, as condições econômicas na época não ajudavam muito, então fazia porpeta por ser uma receita simples”, revelou. Para o arroz, a merendeira disse que adicionou legumes para melhorar a qualidade nutricional e a junção do purê de mandioca com cabotiá foi uma opção para complementar o paladar.

Para obter mais informações sobre o Desafio das Merendeiras, acesse o site do programa Cidade Empreendedora ao clicar aqui ou ligue para 0800 570 0800.
quinta-feira, 23 de junho de 2022

TENDA ENERGIA SOLAR

https://picasion.com/

SUPERMERCADO BOM PREÇO

https://picasion.com/

RESTAURANTE IZABEL

http://picasion.com/

RioverdeRV