CIDADES
INTERNACIONAL
sábado, 2 de outubro de 2021
RIOVERDEMS | Por PORTAL RIOVERDE NOTICIAS

Pai que espancou filho e filmou foge após ameaças de 'Justiceiros da fronteira'

 


Homem de 24 anos, flagrado em vídeo torturando o próprio filho, de cerca de 4 anos, em Ponta Porã, é ameaçado pelos 'justiceiros da fronteira' e está desaparecido junto a esposa.

O caso foi divulgado pelo próprio acusado nas redes sociais onde ele aparece filmando o filho chorando coberto de sangue.

Os pais estão fugindo dos “justiceiros”, que assinam execuções sumárias de pessoas supostamente envolvidas em crimes em Ponta Porã, cidade que faz fronteira com Pedro Juan Caballero, no Paraguai.

Segundo o Dourados News, depois que o vídeo viralizou, a casa onde a família vivia foi invadida, os dois conseguiram fugir, mas a motorista de aplicativo que os levou até um hotel, os reconheceu e divulgou o local onde estavam hospedados. A polícia agora não sabe mais o paradeiro deles.

“Tivemos de ir até lá [hotel], os tiramos de lá e trouxemos para a delegacia, onde eles registraram boletim de ocorrência por causa das ameaças. Mas, agora, vamos ter de procura-los, porque devem ter se escondido, porque estão sendo ameaçados pelos ‘justiceiros’”, narra a delegada Analu Lacerda Ferraz, da 1ª DP (Delegacia de Polícia).

Ela explica que pediu a prisão preventiva do pai do garotinho e que o MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) deu parecer favorável a custódia dele enquanto durarem as investigações “para a garantia da ordem pública”, mas a polícia ainda aguarda análise de juiz. Se for expedida ordem de prisão, é que o homem passará a ser procurado.

O crime  

O caso foi noticiado pelo TopMídiaNews e chocou internautas. As cenas são fortes e mostram o suspeito, que não terá a identidade divulgada para não expor ainda mais o filho, torturando física e psicologicamente o filho. 

No vídeo, o filho do casal aparece com ferimento no nariz, que fez com que o sangue escorresse pelo corpinho dele. O pequeno chora e é obrigado a obedecer às ordens do pai, que disse: 

‘’Tira a calça. Tira a calça se não eu vou te bater mais’’, disse o criminoso na gravação. E assim a vítima tira a roupa. 

Covarde

O pai rebateu críticas em postagens alheias e confessou que ele que filmou o menino, mas que não bateu. Uma internauta mostra trecho onde o agressor diz: ‘‘se não vou te bater mais’’ e ele justifica que ‘’falou sem pensar’’. 

O agressor tenta se mostrar como vítima na história, dizendo que está sendo ameaçado de linchamento e que a vida dele está sendo destruída. 

Perigoso

Para ter uma ideia do perfil do criminoso, ele tem passagens na polícia por desobediência; descumprir medida protetiva e vários registros de violência doméstica e lesão corporal dolosa. 

sábado, 2 de outubro de 2021

Adsense

SUPERMERCADO BOM PREÇO

https://picasion.com/

RESTAURANTE IZABEL

http://picasion.com/

BARRACA DO PINHEIRO

http://picasion.com/

RioverdeRV

twitter @rioverderv