CIDADES
INTERNACIONAL
segunda-feira, 27 de setembro de 2021
RIOVERDEMS | Por PORTAL RIOVERDE NOTICIAS

Rio Verde-MS: Atletas se destacaram nos Jogos Escolares da Juventude de MS, que reuniram atletas e técnicos de 33 municípios na etapa de 15 a 17 anos

 

Medalhista de ouro na última edição, em 2019, a rio-verdense, Natalia Lino da Silva manteve-se no topo do pódio do badminton.

Após quase dois anos longe de competições, em razão da pandemia da Covid-19, centenas de atletas de escolas públicas e privadas, e técnicos de 33 municípios puderam voltar a sentir o “gostinho” e o “frio na barriga” de disputar os Jogos Escolares da Juventude de Mato Grosso do Sul, com total segurança sanitária. A etapa da faixa etária de 15 a 17 anos, nas modalidades individuais, foi realizada no último fim de semana (25 e 26) em Campo Grande.


O Atleta, Alan Benites, de Rio Verde, ganhou medalha de ouro na prova de salto em altura, tornando-se bicampeão estadual.

O maior evento estadual esportivo-escolar é organizado pelo Governo do Estado, por intermédio da Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul (Fundesporte), com apoio da Companhia de Gás (MSGÁS) e Empresa de Saneamento do Estado (Sanesul). Todos os envolvidos passaram por testagem para a Covid-19 e protocolo de conduta de biossegurança, elaborado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES), foi seguido à risca.

Ao todo, 342 alunos-atletas (143 no feminino e 199 no masculino) competiram em oito modalidades: atletismo, badminton, ciclismo, judô, natação, taekwondo, tênis de mesa e vôlei de praia. A competição também reuniu 86 técnicos (18 mulheres e 68 homens), que tiveram a oportunidade de comandar seus atletas à beira da quadra, tatame, pista ou piscina.

Foram representados os municípios de Amambai, Anastácio, Aquidauana, Aral Moreira, Bonito, Caarapó, Campo Grande, Chapadão do Sul, Corumbá, Costa Rica, Coxim, Dourados, Fátima do Sul, Guia Lopes da Laguna, Iguatemi, Itaporã, Ivinhema, Jardim, Maracaju, Naviraí, Nioaque, Novo Horizonte do Sul, Nova Andradina, Paranaíba, Pedro Gomes, Ponta Porã, Ribas do Rio Pardo, Rio Brilhante, Rio Verde de Mato Grosso, Sidrolândia, Sonora, Três Lagoas e Vicentina.

Medalhista de ouro na última edição, em 2019, Natalia Lino da Silva manteve-se no topo do pódio do badminton. “Foi maravilhoso poder voltar. Pensei que eu ia voltar fraca, mas Deus sabe de tudo e me ajudou a ser campeã de novo”, relatou a desportista de Rio Verde de Mato Grosso, que carregou o nome da Escola Estadual Thomaz Barbosa Rangel. Ela foi campeã no individual feminino e ao lado de Amanda Conceição, ainda garantiu o título na disputa em duplas.

A atleta de 16 anos foi só orgulho para o técnico Carlos Alberto Olartechea. Apesar do apertado período de treinamentos, devido à pandemia, o trabalho foi intensificado nos últimos meses na escola. “A Natália é exemplo de dedicação. Muitos achavam que nós iríamos só para participar e ela lutou, treinou para manter a hegemonia. Voltamos com o treinamento em julho, de forma gradativa, mas mesmo assim conseguimos desenvolver um bom trabalho, principalmente emocional, que é bem exigido nos Jogos”.

De Rio Verde, Amanda Carvalho da Conceição e Natália Lino da Silva, ganharam medalhas de ouro na prova de badminton em dupla, tornando bicampeãs estaduais.
Ao saber que os Jogos Escolares retornariam neste ano, o mesa-tenista Vitor Gustavo Santana, do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul - Campus Coxim, pegou firme nos treinamentos. E o resultado veio: prata na disputa individual masculina. “Fiquei sem referência, todo mundo desanimou com a pandemia, mas fiquei muito feliz de voltar aos Jogos, deu aquele gás, aquela motivação para o ano que vem”.

Mais feliz ainda ficou o pai de Vitor, Ronair Santana, que vê nos Jogos Escolares uma democratização e socialização entre alunos-atletas todos os municípios. “Pra mim é uma honra ver meu filho disputar mais um Jogos Escolares, porque a gente vem de Coxim, uma cidade pequena. Por pouco não deu para ficar com o título, mas vamos levar experiência e conhecimento sobre o nível técnico dos outros atletas, cada vez aprendendo mais e criando bagagem para Coxim. No ano que vem a gente vem de novo”, garantiu.

Samara Aline Rodriguez chegou às semifinais do tênis de mesa e acabou em quarto lugar. No entanto, para a estudante da Escola Magsul, de Ponta Porã, o mais importante foi ganhar novamente ritmo de jogo. “É a segunda vez que estou competindo em um campeonato onde tem várias meninas e é sempre muito difícil. Estou muito feliz de representar a minha cidade”. A atleta de disputará em 2022 sua última edição dos Jogos e promete vir com tudo. “Vou treinar forte de novo para vir ano que vem e pegar o primeiro lugar”.

Multicampeão nas piscinas e presença constante nas convocações da seleção brasileira de natação de base, Sammer Abdallah ganhou todas as provas que disputou: 50, 100 e 200 metros livre, além dos revezamentos 4x100 metros medley masculino e 4x100 metros livre misto. “É sempre importante participar dos Jogos Escolares da Juventude, dá para analisar como está sendo o resultado dos treinos”.

Os Jogos Escolares são conhecidos de longa data por Felipe Damke Oliveira, que anos atrás deslizou na água como atleta e hoje atua à beira das piscinas, como técnico da delegação de Chapadão do Sul. Esta foi sua primeira competição comandando a garotada. “Vivenciei muito a natação desde pequeno, fui atleta e resolvi seguir esse caminho para a minha vida. Então, me formei e me especializei em Educação Física, e daí retornei para minha cidade natal”.

“Chapadão me deu a oportunidade de trabalhar com as crianças e estou começando a fazer um trabalho bom na medida do possível, sempre tentando trazer a socialização dessas crianças, tirando das ruas, fazendo com que nadem e se envolvam com a natação. É satisfatório”, continuou o técnico de 23 anos.

As sensações entre competir e orientar são diferentes, mas para Felipe “o coração sempre fica disparado de ver a criançada indo bem, fazendo o que treinamentos”, revelou o treinador, vinculado à E.E. Jorge Amado. “Treinamos pouco, mas alguns atletas renderam bastante e baixaram significativamente o tempo. Então, a gente já programa o nosso planejamento do ano que vem, para ser bem melhor”, finalizou.

Confira os resultados finais de todas as modalidades no link a seguir: Boletim 4 – JEJMS 2021 15-17 Individuais. Os Jogos Escolares da Juventude de Mato Grosso do Sul são realizados pelo Governo do Estado, por meio da Fundesporte, com apoio da MSGÁS e Sanesul.

Confira as galerias de fotos do evento:

Lucas Castro, Fundesporte

Fotos: Edemir Rodrigues

segunda-feira, 27 de setembro de 2021

Adsense

SUPERMERCADO BOM PREÇO

https://picasion.com/

RESTAURANTE IZABEL

http://picasion.com/

BARRACA DO PINHEIRO

http://picasion.com/

RioverdeRV

twitter @rioverderv