CIDADES
INTERNACIONAL
segunda-feira, 19 de julho de 2021
RIOVERDEMS | Por PORTAL RIOVERDE NOTICIAS

Hamilton usa frase de Senna para explicar manobra agressiva com Verstappen

 


A batida entre Lewis Hamilton e Max Verstappen logo na primeira volta do GP da Grã-Bretanha deu o que falar no paddock da F1 neste domingo em Silverstone. De um lado, o holandês, que teve até que passar pelo hospital após o choque, acusou o rival de "antidesportividade". De outro, o inglês, que acabou vencendo a prova, citou Ayrton Senna para justificar sua manobra. Pelo discurso do heptacampeão, ficou a impressão de que ele sentiu que esse não era o momento de aliviar contra um piloto conhecido pela agressividade nas lutas por posição.

O lance aconteceu ainda na primeira volta da prova: Verstappen largou na pole, mas vinha sofrendo forte pressão de Hamilton até que os dois entraram colados na curva Copse, feita a 280km/h, com Verstappen ainda à frente e Hamilton por dentro. O holandês fez a trajetória da curva deixando o espaço de mais de um carro entre ele e a linha que delimita a pista, como manda a regra, mas Hamilton o tocou com sua roda dianteira esquerda na traseira direita do carro da Red Bull, que rodou e bateu com violência no muro. Com dores nas pernas, Verstappen passou por checagens preventivas no hospital, mas está bem.

A corrida foi paralisada e Hamilton foi punido com 10s, pagos em sua parada nos boxes. Segundo na relargada, ele caiu para quinto após pagar a pena, passou Lando Norris, viu o companheiro Valtteri Bottas abrir passagem e superou Charles Leclerc com duas voltas para o final (com uma manobra na mesma curva em que tentara passar Verstappen na primeira volta) para vencer a corrida, e tirar 25 dos 33 pontos da vantagem de Verstappen no campeonato.

"Não quero vencer batendo com alguém, nunca é minha intenção. Mas estamos em uma corrida e temos de ser agressivos. E, como Ayrton disse, se você não aproveitar o espaço, o que você está fazendo? É melhor nem correr mais. Ele criou um espaço e eu fui, coloquei de lado, e ele não tirou o pé. Corridas são assim. Depois eu segui adiante e aproveitei a oportunidade que eu tive", disse Hamilton em entrevista à TV Bandeirantes.

O vice-líder do campeonato disse ainda que, em sua opinião, Verstappen "é um dos pilotos mais agressivos do grid, e acho que todos nós temos de equilibrar o espaço que damos e o respeito um com o outro para que possamos continuar disputando sem bater."

A principal testemunha ocular do acidente foi Valtteri Bottas, que vinha logo atrás dos dois: "Saindo da curva 7, eu tive a sensação de que aquilo iria acontecer. Dava para ver que a disputa? que não acabaria bem. Então eu decidi ficar um pouco distante."

De fato, Hamilton e Verstappen vinham brigando de maneira forte em um circuito de curvas de alta velocidade. E, pelas palavras do inglês, parecia estar claro em sua cabeça que, desta vez, ele não aliviaria, mesmo sabendo que o rival é famoso pela agressividade nas lutas por posição. A frase de Senna citada por ele é "se você não aproveitar um espaço, não é mais um piloto de corrida". O espaço havia e, embora Verstappen tenha feito a tomada da curva normalmente, nunca desapareceu totalmente.

É por isso que, no paddock da F1, muitos julgaram a batida como um incidente de corrida, ou seja, um acidente sem necessidade de punição, mas Hamilton foi punido porque havia espaço para ele à sua direita.

acidente - Reprodução/F1 - Reprodução/F1
Max Verstappen leva a pior em toque com Lewis Hamilton, roda e abandona GP de Silverstone de Fórmula 1
Imagem: Reprodução/F1

Os chefes de Mercedes e Red Bull, como era de se esperar, ficaram do lado de seus pilotos. "É uma situação que todos vimos no passado quando grandes pilotos estão numa disputa. Quando nenhum deles está preparado para ceder, esse tipo de situação acontece", disse Toto Wolff, enquanto Christian Horner acredita que a punição de 10 segundos saiu barato para Hamilton.

"Eu revi a cena várias vezes e ainda não posso deixar de sentir que colocar uma roda por dentro na Copse, uma das curvas mais rápidas do campeonato, foi uma manobra que Lewis não julgou bem. Ele não estava significativamente do lado de Max, como dá para ver por onde eles bateram, a roda dianteira de Hamilton e traseira de Max. É uma manobra que nunca daria certo e que resultou em um impacto de 51G para Max."

O holandês, por sua vez, se disse decepcionado com as comemorações de Hamilton. "Estou muito desapontado em ter sido tirado da corrida desta forma. A punição que foi dada não nos ajuda e não é suficiente para a manobra perigosa que Lewis fez na pista. Assistir a comemoração enquanto eu ainda estou no hospital é uma falta de respeito e um comportamento antidesportivo, mas seguimos adiante."

'Seguir adiante' também é uma frase repetida por Hamilton, mas este "adiante" será em um cenário diferente no campeonato: Verstappen chegou a abrir 33 pontos na liderança, mas agora tem apenas oito após o resultado de Silverstone. E isso ajuda a explicar por que Hamilton sentiu que esse era o momento do campeonato para endurecer o jogo para cima do rival. E é difícil imaginar que essa será a última vez que os dois vão se encontrar na pista.

segunda-feira, 19 de julho de 2021

Adsense

SUPERMERCADO BOM PREÇO

https://picasion.com/

RESTAURANTE IZABEL

http://picasion.com/

BARRACA DO PINHEIRO

http://picasion.com/

RioverdeRV

twitter @rioverderv