CIDADES
INTERNACIONAL
segunda-feira, 7 de junho de 2021
RIOVERDEMS | Por PORTAL RIOVERDE NOTICIAS

Após PM encerrar casamento, mãe da noiva pede exoneração e prefeitura promete punições em Maracaju.



Servidora comissionada, mãe da noiva cuja festa cladestina foi encerrada pela PM (Polícia Militar) no fim de semana, pediu exoneração do cargo nesta segunda-feira (7), segundo disse em nota oficial a Prefeitura de Maracaju - que confirmou punição aos envolvidos no casamento. 

A assessoria afirmou que a PM (Polícia Militar) já tinha feito uma notificação aos pais dos noivos antes da cerimônia religiosa, avisando que o evento não poderia ocorrer. A procuradoria municipal pediu aos policiais que fossem até a fazenda onde acontecia a festa, na MS-460, para verificar se a ordem tinha sido respeitada.

"[Com a festa em andamento] De imediato foi determinado o encerramento da mesma, foram registradas todas as pessoas que estavam no local, no momento da abordagem, e foi confeccionado o boletim de ocorrência.  A Prefeitura informa que todos serão penalizados, organizadores, convidados, empresas que prestaram serviços (buffet, decoração, músicos). Até mesmo quem não estava no momento da abordagem policial, mas, que seja comprovado por foto/vídeo, que estiveram na festa, respoderão pelo ocorrido".

Ainda, repudiou e se posicionou contra o 'evento clandestino', que desobedeceu decreto de proibição a eventos com qualquer tipo de aglomeração. A promessa é de que os envolvidos sejam multados e respondam de forma criminal e civil. "As pessoas que estavam sem máscaras, responderão pela falta do uso da mesma".

Festa sem permissão

O casamento foi denunciado ao Jornal Midiamax por moradores da cidade, distante 158 quilômetros de Campo Grande. Conforme as imagens enviadas, a celebração contou com um show ao vivo da dupla Jads e Jadson.

É possível ver também que nenhum protocolo de biossegurança foi seguido, já que os convidados filmados não usavam máscara e nem mantinham distanciamento social. Ainda conforme a publicação, na hora da abordagem policial, 25 pessoas estavam na comemoração. Inclusive, a relação com os nomes das pessoas já foi encaminhada para a Vigilância Sanitária, onde serão lavradas multas aos envolvidos.

Segundo a Prefeitura, em nota divulgada no domingo, "Maracaju vive a pior fase da pandemia: mais de cinco mil casos e 75 óbitos foram registrados no município". Três pacientes que estavam internados no Hospital Soriano Corrêa da Silva foram transferidos para tratamento em São Paulo. A cidade está em bandeira vermelha pelo Programa Prosseguir, com toque de recolher a partir das 20 horas, sendo proibido sob pena de multa qualquer tipo de aglomeração.

segunda-feira, 7 de junho de 2021

Adsense

Paulinha

http://picasion.com/

RESTAURANTE IZABEL

http://picasion.com/

BARRACA DO PINHEIRO

http://picasion.com/

RioverdeRV

twitter @rioverderv