CIDADES
INTERNACIONAL
domingo, 22 de novembro de 2020
RIOVERDEMS | Por PORTAL RIOVERDE NOTICIAS

VÍDEO: policial militar dá socos e chutes em mulher algemada em MS

 


Vídeo mostra um PM (Polícia Militar) dando socos em chutes em mulher que já estava algemada. O caso ocorreu no dia 26 de setembro, no quartel da PM de Bonito, distante 297 km de Campo Grande. Veja o vídeo no final da reportagem.

Conforme as imagens, a mulher, algemada, de pé, na frente do comandante, quando ele a empurra. Ela cai na cadeira, batendo as costas e tenta se defender com os pés. Então, ele revida com chute e uma sequência de socos. Um outro policial se aproxima, mas fica apenas observando a cena até que uma PM mulher entra e o contém.

Na sala estão outros dois homens que ficam alheios. Um que estava sentado só levanta após o PM ser contido.

O caso

Após as cenas de agressão, os policiais registraram o boletim de ocorrência 1383/2020 – CPA-3/1CIPM_SEDEPM por ameaça, dano, resistência, desacato e embriaguez.

Conforme o registro policial, a mulher teria se envolvido em uma confusão em restaurante em Bonito. Consta que ela chegou ao local antes do estabelecimento abrir e que pediu que a servissem. Porém, o dono teria dito a ela que o restaurante iria abrir dentro de 15 minutos. Assim ela teria se irritado e iniciado a confusão, conforme registrado no B.O.

O dono do restaurante disse que a mulher estava alterada e com a filha no colo, dizendo que ela era autista e precisaria ser servida naquele momento. Os PMs relatam no B.O que no momento em que estavam atendendo a ocorrência, tentaram conversar com a mulher. “Novamente ela veio com agressividade dizendo que iria surrar a [nome da proprietária do restaurante] e avançou contra a guarnição, neste instante tivemos que usar da força para contê-la”.

Os PMs responsáveis por lavrar o boletim de ocorrência não citam as agressões cometidas pelo policial, limitando-se a dizer que a mulher foi levada para dentro do quartel para ela “ficar em um local mais arejado, porém tal procedimento tornou-se inzequível (sic), pois a autora começou novamente a proferir palavras de calão contra a guarnição, desacatando e depreciando a autoridade policial”.

Porém, nas imagens é possível ver que as agressões partem do policial, pois a mulher já estava contida pelas algemas.

Informações dão conta de que o caso já estaria sendo investigado pela corregedoria da PM.

A reportagem tentou contato com a PM, mas não obteve retorno. O espaço segue aberto para manifestação.

Midiamaxnews

(Colaborou Tero Queiroz)

Veja o vídeo:

domingo, 22 de novembro de 2020

Adsense

Paulinha

http://picasion.com/

RESTAURANTE IZABEL

http://picasion.com/

BARRACA DO PINHEIRO

http://picasion.com/

FIQUE EM CASA

http://picasion.com/

RioverdeRV

twitter @rioverderv