CIDADES
INTERNACIONAL
domingo, 14 de abril de 2019
RIOVERDEMS | Por PORTAL RIOVERDE NOTICIAS

Desmatamento de 140 Hectares a beira do Rio Verde deixa população preocupada.



Neste domingo, 14 de abril de 2019, muitas pessoas participaram de um manifesto, contrário ao desmatamento de uma área de quase 140 hectares de mata que deveria estar sendo preservada em Rio. O evento, começou às 10 horas da manhã em frente ao Rancho da Princesa, entre os kms 07  e  09 da Rodovia MS 427, estrada dos balneáreos.
Uma área de mata já foi posta abaixo a poucos metros do Rio Verde, e provoca preocupação sobre os impactos no meio ambiente.
Muitas pessoas preocupadas com a questão, compareceram até o local, onde começaram a recolher assinaturas para um baixo assinado, contra o desmatamento.
No período da tarde, a Praça das Américas foi o local escolhido para que as pessoas que não concordam com o desmatamento, pudessem assinar.
Muitas perguntas estão sendo questionadas como se foi feito um estudo dos riscos para atividades de turismo existente a mais de 30 anos na região, pois com o desmatamento da área, o carreamento das terras e detritos para a calha do rio inviabiliza a atividade de Turismo.
No local existem muitas pousadas e balneários às margens do Rio Verde, que com as suas águas cristalinas o rio recebe centenas de turistas de todo o estado de Mato Grosso do Sul e do Brasil .
De setembro/2018 até novembro/2019 a AGESUL, órgão estadual responsável pela conservação das rodovias, veio a cidade de Rio Verde, para fazer um terraceamento na rodovia MS 427, trecho que percorre a Região das Sete Quedas .
O trabalho da AGESUL consistiu no levantamento da estrada do trecho que vai do Balneário do Didi até o Balneário Acqua Parque, construção de caixas de contenção das águas de chuvas com abaulamento. Mas  como outro órgão estadual fiscalizador do Meio Ambiente, ainda no mês de fevereiro/2019 autoriza o desmate de 140 hectares em terreno morro acima na Região das Sete Quedas?
“Todas essas intervenções na parte alta estão se refletindo na planície. No planalto, na região entre Rio Verde e Coxim, já se suprimiu mais de 80% do Cerrado. O rio Taquari é reflexo desses processos que não estabelecem a causa e efeito entre o planalto e a planície”, afirma o coronel reformado e presidente do Instituto Homem Pantaneiro, Ângelo Rabelo.
De acordo com ele, a nascente do Rio Verde é parecida com a do Rio da Prata, conhecido pelas águas cristalinas. O Prata foi tomado pela lama em novembro do ano passado e o problema de turvamento do rio levou a novas regras e debate sobre proteção em Jardim e Bonito. 


domingo, 14 de abril de 2019

MERCEARIA NOVA CANAÃ

http://www.rioverdems.com/

BARRACA DO PINHEIRO



http://picasion.com/

RioverdeRV

twitter @rioverderv

MERCEARIA TUNTUN

http://picasion.com/