->
CIDADES
INTERNACIONAL
terça-feira, 12 de junho de 2018
RIOVERDEMS | Por PORTAL RIOVERDE NOTICIAS

Vice Prefeita Dinalvinha Viana, acompanha na Assembléia Legislativa de Mato Grosso do Sul, homenagem a rioverdense no dia da Comunidade Nordestina.

Deputado Amarildo Cruz entrega Comenda Asa Branca a Seu Antonio.


Nesta segunda-feira (11), às 18h30, no Plenário Deputado Júlio Maia, a Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, por meio do deputado estadual, e presidente da Casa, Júnior Mochi (MDB), juntamente com o deputado estadual Amarildo Cruz (PT), realizaram sessão solene em comemoração ao Dia da Comunidade Nordestina no Mato Grosso do Sul, marcado com a entrega da comenda ‘Asa Branca’.
 A Comenda Asa Branca, estabelecida por meio da Resolução 27/2017, foi conferida ao rioverdense, o Senhor Antônio Severino da Silva, conhecido como Antônio da Latinha, que foi homenageado representando nosso município, e mais 38 personalidades que contribuíram para o desenvolvimento econômico, social e cultural do Estado, sendo proposta pelo deputado estadual Amarildo Cruz (PT), 2º secretário da Casa de Leis, também autor da lei que homenageia os nordestinos que aqui vivem. 

A vice Prefeita de Rio Verde de MT-MS, Dinalvinha Viana, esteve presente no evento, acompanhando a justa homenagem ao seu Antonio. “Seu Antonio é um homem trabalhador, honrado, que acorda cedo, todos os dias para a labuta, e a homenagem é justíssima, e eu como descendente de nordestinos, meus pais eram de Trindade, no Pernanbuco, eu fico muito orgulhosa e feliz de estar aqui na Assembléia Legislativa, acompanhando essa bela homenagem ao nosso filho de Rio Verde”, concluiu a vice-prefeita Dinalvinha.

O deputado Amarildo Cruz registrou a importância da comunidade nordestina para o Mato Grosso do Sul e para o País. “Tive a iniciativa de propor um projeto de lei para reconhecer e homenagear o povo do Nordeste, pois entendo desde a minha origem [sou neto de baianos] o quanto é forte, valoroso e importante esse povo. A cultura nordestina, de um modo geral, é que dá a cara para o Brasil, não há como pensar o Brasil sem a música, as artes, a culinária, a dança e todas as manifestações culturais de lá. Fui criado próximo de vários migrantes do Nordeste e sempre me intrigou o conteúdo social, eu não entendia porque um povo de uma determinada região do País tinha que ter uma vida diferente das pessoas de outras regiões. 
SEU ANTONIO.
Antônio Severino da Silva – nasceu no dia 30 de Dezembro de 1943, na cidade de Catolé do Rocha – PB, morava e trabalhava na roça no sertão da Paraíba, plantava milho, algodão, feijão e tinha algumas vaquinhas, seus filhos que são dez, resolveram vir para São Paulo em busca de emprego, ficaram com ele somente Pedro e Paulo que são gêmeos, até então o filho mais velho Ivan veio de São Paulo para Rio Verde na casa de uma tia, gostando da cidade Ivan acabou mudando para cidade, assim aconselhou seus irmãos a mudarem também para Rio Verde, ato continuo, em 1994 seu Antônio veio visitar seus filhos e acabou gostando de Rio Verde e no ano seguinte veio então com sua mulher e seus dois filhos gêmeos. Chegando aqui, Sr Antonio procurou lote para carpir, depois vendeu bananas por 06 dias ganhando R$ 30,00 pela venda de bananas, não tendo mais bananas para vender, começou a catar latinha e papelão e se deu muito bem.
Construiu seu patrimônio catando latinhas e papelão, seu Antônio é um exemplo de pessoas que trabalham e buscam melhorias para sua vida e de seus familiares de forma honesta e batalhadora, assim sua história confunde-se com a história de tantos rio verdenses de coração, talvez não nascidos aqui, porém adoram essa terra e aqui fizeram suas vidas.

Também participaram da cerimônia os deputados estaduais Junior Mochi (PMDB), presidente da Assembleia Legislativa, Cabo Almi (PT), João Grandão (PT), Barbosinha (DEM) e Enelvo Felini (PSDB), o superintendente de Cultura, Ricardo Maia, o defensor-público Júlio César Ocampos Gonçalves, o secretário de Cultura e Turismo de Campo Grande, Ademir Alves Guilherme, a presidente da Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul (Fetems), Sueli Veiga Melo, o presidente do Centro de Tradições Nordestinas de Dourados, Luciano da Silva Borges e o presidente do Centro de Tradições Nordestinas de Anastácio, Edson Barbosa de Moraes, entre outras autoridades.
Comenda – O nome escolhido para a honraria vem da música “Asa Branca”, de autoria da dupla Luís Gonzaga (1912-1989) e Humberto Teixeira (1915-1979), composta em 3 de março de 1947. 

terça-feira, 12 de junho de 2018

LOJA QUEIMA TOTAL


http://picasion.com/

MERCEARIA NOVA CANAÃ

http://www.rioverdems.com/

RioverdeRV

twitter @rioverderv

LOJA TÔ NA MODA

http://picasion.com/

BARRACA DO PINHEIRO



http://picasion.com/

MERCEARIA TUNTUN

http://picasion.com/