->
CIDADES
INTERNACIONAL
quarta-feira, 27 de dezembro de 2017
RIOVERDEMS | Por PORTAL RIOVERDE NOTICIAS

Primeira reportagem da série sobre o Pantanal mostra benefícios de plantas no tratamento de doenças


A primeira reportagem da série “Pantanal: uma farmácia a céu aberto”, exibida nesta terça-feira (26) no jornal Bom Dia Mato Grosso, mostra os benefícios das plantas “escondidas” na paisagem da maior planície alagada do mundo.
A série é composta por oito reportagens que serão exibidas nos próximos dias.
Testes em laboratório demonstram a eficácia das plantas existentes no bioma, no tratamento de doenças.
O Pantanal reserva uma infinidade de plantas, que além de dar um colorido à paisagem, são usadas no tratamento de doenças e infecções. O ecossistema pantaneiro é fonte de pesquisa para professores da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS).
Vários testes demonstram a eficácia de substâncias encontradas nas plantas do Pantanal para a saúde humana e fabricação e remédios.
A resistência e rápida regeneração de algumas árvores chamou a atenção dos pesquisadores, como é o caso do ipê pantaneiro, também chamado de “para-tudo”, que contém um composto químico capaz de diminuir os efeitos do veneno de cobra. A substância faz parte do sistema de defesa da planta contra formigas e cupins.
De acordo com os pesquisadores de UFMS, moradores da região pantaneira, que estão longe dos hospitais e do atendimento de urgência, já usam a substância encontrada nessa árvore para tratar picadas de cobra.
“Eles amassam a casca e misturam com óleo ou com bebida. Se amassada, ela é colocada em cima da picada. E, se bebida antes, reduzem o efeito do veneno, caso a pessoa seja picada por cobra”, disse a farmacologista, Mônica Toffoli-kadri.
Segundo a pesquisadora testes laboratoriais feitos em animais comprovam a eficácia do composto da árvore “para-tudo”, mas alerta que a planta é usada de forma emergencial e não elimina o uso do soro antiofídico.
As plantas do Pantanal são identificadas e catalogadas por pesquisadores da universidade e formam uma espécie de biblioteca natural. Nesse catálogo os estudiosos relatam as experiências feitas e os resultados encontrados. Mais de 300 plantas do Pantanal foram transformadas em pó e óleos essenciais que auxiliam no tratamento de doenças.
Os flavonoides, uma florzinha amarela, facilmente encontrada na planície pantaneira, possuem uma essência anti-inflamatória e antioxidante que ajudam a combater o envelhecimento.
Plantas são usadas no tratamento de doenças e infecções (Foto: TVCA/ Reprodução)
Plantas são usadas no tratamento de doenças e infecções (Foto: TVCA/ Reprodução)
Outra planta que vem demonstrando resultados positivos no tratamento de infecções é a Jateí Kaa. O pesquisador relata que o extrato dessa planta é eficiente na cura de inflamações bucais. “A essência que essa planta possui mata as bactérias, melhora inflamações na gengiva e elimina bactérias causadoras de cáries”, explicou Carlos Alexandre Carollo, doutor em ciência farmacêutica da UFMS.
Os pesquisadores descobriram que a selaginella sellowii, uma espécie de grama, também encontrada no Pantanal, é muito resistente nos períodos de seca e bastam algumas gotas de água para que ela se regenere rapidamente. Isso ocorre porque essa planta tem uma substância semelhante a cristais de açúcar, que ficam bem na ponta da folha.
Essa substância é uma reserva estratégica de defesa e resistência. Foi daí que os farmacêuticos retiram um remédio eficaz no tratamento da Leishemaniose Visceral.
“Os testes mostram a eficácia de 100% no tratamento com medicação externa, sobre a pele e, 88% na medicação absorvida pela boca. Por isso, medicamentos à base de selaginella já está sendo testados pela Fundação Osvaldo Cruz”, contou o pesquisador..
quarta-feira, 27 de dezembro de 2017

LOJA QUEIMA TOTAL


http://picasion.com/

MERCEARIA NOVA CANAÃ

http://www.rioverdems.com/

RioverdeRV

twitter @rioverderv

LOJA TÔ NA MODA

http://picasion.com/

BARRACA DO PINHEIRO



http://picasion.com/

MERCEARIA TUNTUN

http://picasion.com/