->
CIDADES
INTERNACIONAL
terça-feira, 23 de maio de 2017
RIOVERDEMS | Por PORTAL RIOVERDE NOTICIAS

Professores do Estado pedem reajuste e paralisam atividades no dia 30


Os professores da rede estadual, ligados à Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul) paralisam as atividades no próximo dia 30. O ato simboliza a reivindicação salarial e por melhorias na carreira, conforme explicou o presidente da entidade, Roberto Boratelli.
O documento que sinaliza a paralisação foi protocolou nesta terça-feira (23) junto ao Governo do Estado, em cumprimento a uma sentença a qual a Fetems foi condenada. Os professores pedem o cumprimento do Piso Salarial Nacional, de 7,64%, que também regulamenta a política salarial dos administrativos em educação.
“Mantivemos a negociação ao máximo, mas agora paralisaremos no dia 30 e com certeza pode ser um aviso para uma greve maior, pois não podemos mais esperar que nossos direitos sejam cumpridos de braços cruzados”, comentou Botarelli. A paralisação foi decidida na última quinta-feira (18), em Assembleia Geral da Federação, e as ações devem ser concentradas em Campo Grande.

Governo pode não dar reajuste


Reinaldo também falou da ‘crise financeira’ do país, e citou a prorrogação do abono salarial de até R$ 200, que acabaria neste mês, mas foi estendido até março do ano que vem.
O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) declarou, no último dia 28, que há grande possibilidade dos servidores estaduais não receberem o reajuste este ano. Azambuja deu uma série de justificativas que impedem, segundo ele, o incremento salarial. Entre elas o aumento de 34% na folha salarial nos últimos dois anos depois de plano de Cargos e Carreiras, implantado pelo ex-governador André Puccinelli (PMDB).

Outras categorias não devem aceitar tão facilmente a falta de reajuste. Presidente do Sintss (Sindicato dos Trabalhadores em Seguridade Social de MS), Ricardo Bueno, disse à reportagem que a declaração de Azambuja foi recebida com surpresa.
“É preocupante. Queremos a perda de 7,45%, entre ano passado e esse ano, incorporação do abono e ganho real. Só o abono prorrogado está totalmente fora, a gente tem que conversar na mesa, só pela imprensa fica mais difícil. A gente precisa de diálogo”, declarou.

Dinheiro da Previdência

Cerca de 30 integrantes do Fórum dos Servidores de Mato Grosso do Sul protocolaram na tarde de segunda-feira (22), na PGJ (Procuradoria Geral de Justiça) de Mato Grosso do Sul, pedido de investigação de uso irregular de recursos da previdência estadual. Os valores, estimados em R$ 34 milhões, teriam sido usados em outros setores, nos últimos dois anos, o que é irregular.
terça-feira, 23 de maio de 2017

SUPERMERCADO PANTANAL

http://picasion.com/

RioverdeRV

LOJA QUEIMA TOTAL


http://picasion.com/

BARRACA DO PINHEIRO



http://picasion.com/

SUPERMERCADO PONTO CERTO

http://picasion.com/

MERCEARIA NOVA CANAÃ

http://www.rioverdems.com/

LOJA TÔ NA MODA

http://picasion.com/

MERCEARIA TUNTUN

http://picasion.com/