CIDADES
INTERNACIONAL
quarta-feira, 11 de março de 2020
RIOVERDEMS | Por PORTAL RIOVERDE NOTICIAS

Juiz quer ouvir ex-governador, senador e empresário em processo sobre cassação de ex-prefeito


O juiz David Gomes Filho, da  2ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos de Campo Grande, rejeitou pedido do Ministério Público Estadual para que os denunciados na Operação Coffee Break, que investigou a atuação de políticos e empresários no processo de cassação do ex-prefeito Alcides Bernal (PP), não fossem ouvidos em audiências a partir do dia 16 de março.
Dentre os denunciados por improbidade administrativa na parte cível da operação estão: o ex-governador André Puccinelli (MDB); os vereadores Otávio Trad (PTB), Eduardo Romero (REDE) e João Rocha (PSDB), atual presidente da Câmara Municipal; o senador Nelsinho Trad (PSD); Mário César Fonseca (MDB), que era o presidente da Câmara que tocou a cassação de Bernal; Flávio César (PSDB), ex-vereador e atual adjunto na Secretaria de Governo do governador Reinaldo Azambuja e o empresário João Amorim, dentre outros. Todos são réus na ação cível de improbidade administrativa. A previsão é que o julgamento seja realizado em novembro.
O pedido do MPE dizia que é desnecessário novas audiência para ouvir os réus, já que foram ouvidos e apresentaram as defesas, além do fato de também responderem na área criminal da Operação Coffee Break.
O juiz David Gomes Filho não aceitou as razões. Em sua explicação, ele ressalta “A oitiva dos requeridos, portanto, pode ser útil para que o juízo compreenda exatamente os fatos discutidos no processo e, também, para oportunizar aos réus um momento de explicarem, com as suas palavras, diretamente ao juiz, a sua versão dos fatos”.
A ação por improbidade contra 23 políticos e empresários tramita na Justiça há três anos e cinco meses. Ainda há depoimentos marcados para julho, de testemunhas da acusação, e depois testemunhas de defesa.
A operação Coffee Break foi realizada no dia 25 de agosto de 2015 e investimento o pagamento de propina e articulação criminosa para cassar o mandato de Alcides Bernal. No dia de sua execução, Bernal retornou o mandato.DEPOIMENTOS COMEÇAM NA SEMANA QUE VEM
No dia 16 de março está agendada a audiência de Carlos Naegele, André Puccinelli, Mário César e Flávio César. No dia seguinte, 17, o juiz ouvirá Raimundo Nonato, Luiz Pedro, André Scaff (ex-procurador da Câmara Municipal), vereador Gilmar Nery (Republicanos) e José Saraiva. Dia 18, sempre às 14h, é a vez do vereador Carlão (PSB), Waldecy Batista (Chocolate), João Amorim e João Baird. No dia 19 de março, Eduardo Romero, o ex-prefeito Gilmar Olarte, Otávio Trad e João Rocha. A última lista de audiências fica para o dia 20, para ouvir os ex-vereadores Edil Albuquerque (MDB), Paulo Siufi (MDB) e Jamal Mohamed Salem (Republicanos).  
Nelsinho Trad pode escolher a data para ser ouvido e o juiz determinou que caso ele se disponha a ser ouvido junto dos demais, fica para o dia 20 de março.
quarta-feira, 11 de março de 2020

RESTAURANTE IZABEL

http://picasion.com/

BARRACA DO PINHEIRO

http://picasion.com/

FIQUE EM CASA

http://picasion.com/

RioverdeRV

twitter @rioverderv

VIDEOS RIOVERDEMS